17 de junho de 2012

Dia 38 - Medo do futuro e disciplina

17 de junho de 2012

EU perdoo-me por me ter aceite e permitido ter medo do futuro.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido pensar que o futuro me irá trazer tragédia.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido ter pensamentos sobre todas as várias formas que a minha vida pode correr mal, acreditar que tais pensamentos são reais e como tal colocar-me numa posição de medo desnecessáriamente.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido fazer aqui, a cada momento, aquilo que eu sou capaz de fazer para garantir que no futuro eu seja capaz de lidar com qualquer situação.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido ter medo de não ter dinheiro suficiente no futuro para me sustentar.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido ter medo que a minha vida mude para pior devido à falta de dinheiro.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que aqui, a cada momento - agora que tenho a possibilidade - é a oportunidade que eu tenho de fazer com que no futuro próximo e longínquo eu serei capaz de fazer dinheiro para viver confortável neste mundo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu estou a começar um processo que demorará algum tempo até ficar estável e consistente, e como tal tudo o que eu posso agora fazer é andar cada passo deste processo passo a passa, deligentemente, de forma a acumular no fim o resultado previsto.

Eu perdoo-me por me ter aciete e permitido assustar-me com as coisas que me dispus a fazer devido à enorma quantidade de horas que terei de passar aprender e a aperfeiçoar até eu chegar a um ponto de total confiança em mim mesmo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que, assim como eu só sou capaz de me menter vivo ao respirar cada respiração individualmente e completamente, eu terei de andar este processo passo a passo, respiração a respiração, fazendo simplesmente aquilo que sou capaz de fazer a cada momento, sem tentar ser/fazer mais do que aquilo que sou/consigo.

Eu dedico-me a acumular a cada dia os passos necessários para completar este processo.

Eu dedico-me a abrandar e a dedicar o tempo necessário para acumular os passos necessários de forma a completar este processo "a tempo".

Eu dedico-me a ser disciplinado todos os dias a dedicar o tempo necessário a este processo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que caso eu não faça este processo a minha prioridade, então o resultado final não irá reflectir o resultado pretendido.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido perder tempo com coisas desnecessárias e irrelevantes a este processo.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido distrair-me com filmes e séries e FaceBook e mails de forma a evitar fazer aquilo que tenho de fazer.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que sem disciplina não há sucesso. Sem a disciplina em andar cada passo no momento estabelecido eu acabarei por não suceder em chegar ao fim do processo na condição pretendida.

Eu dedico-me a ser disciplinado a andar todos os dias os passos que me levarão ao resultado pretendido.

Eu dedico-me a abrandar e a dar-me direcção para dedicar o tempo necessário todos os dias para completar este processo no periodo de tempo estípulado 

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket