6 de julho de 2012

Dia 46 - Garantindo estabilidade financeira - e um mundo melhor para todos

6 de julho de 2012

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido ter medo do futuro ao me permitir alimentar os pensamentos de dúvida e incerteza em vez de simplesmente garantir que a cada dia, todos os dias, a minha aplicação prática é direcionada para aquilo que irá garantir que o meu futuro seja estável.

EU perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que para que o meu futuro esteja garantido e seguro é necessário que eu tome as acções diárias necessárias de forma a que a sua acumulação resulte na estabilidade do facto de eu ser capaz de gerar o dinheiro necessário para a minha sobrevivência e bem estar neste mundo fácilmente.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido focar a minha atenção nos pensamentos que dizem que as coisas "podem correr muito mal e de muitas formas" em vez de simplesmente estar ciente da situação em que me encontro e arranjar soluções práticas e pô-las em prática imediatamente de forma a garantir que a minha acumulação de acções resulta em estabilidade em vez de incerteza, dúvida e medo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido desenvolver em mim a confiança em mim mesmo ao fazer aquilo que em acumulação irá povidênciar estabilidade à minha vida.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido aDIAr aquilo que tem de ser feito neste DIA - e desta forma realizo que ao adiar estou na verdade a acumular insegurança e incerteza para mim mesmo pois, nesse mesmo dia, eu não me estou a segurança e a certeza de que estou a fazer aquilo que sou capaz de fazer.

Eu dedico-me a acumular diáriamente os passos necessários que garantem e irão continuar a garantir a minha estabilidade nesta vida de acordo com as regras económicas que gerem a sociedade.

Eu dedico-me a não admitir nem aceitar menos de mim do que aquilo que eu sou capaz de ser/fazer a cada momento da respiração de forma a garantir que a minha vida é estável.

Eu dedico-me a parar a conversa de fundo na minha mente baseada em medo, incerteza, dúvida e insegurança e desta forma não me permitindo que a mente me controle -- eu sou o ponto de partida, eu dou-me direcção, eu tomo responsabilidade por mim mesmo.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido limitar a minha visão ao simplesmente me "contentar" com o mínimo em vez de realizar que "o mínimo" não é suficiente -- pois "o mínimo" não passa de uma crença baseada na ideia de como a sociedade se deve regir e existir, no qual é aceite a polaridade pobreza VS riqueza.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a minha estabilidade monetária irá garantir que eu tenha tempo para me dedicar ao meu processo de auto correcção, e desta forma, ao me tornar aquilo que é melhor para todos, eu estou na verdade a ser o exemplo daquilo que todos os seres humanos podem ser - e, assim sendo, criaremos um sistema que coloque todos numa constante posição de segurança e estabilidade, removendo desta forma o medo do futuro que hoje existe devido à necessidade de "lutarmos pela nossa sobrevivência".

Eu dedico-me a fazer com que a minha estabilidade e segurança seja a plataforma para que eu tenha tempo para me dedicar à minha auto correcção e à promoção do mesmo processo e de um novo sistema monetário que garanta que todos tenham o tempo necessário para se corrigirem e desto modo criar nesta terra um verdadeiro paraíso.


0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket