28 de julho de 2012

Dia 61 - MLV - A Verdadeira Evolução

28 de julho de 2012

MLV - Mente Livre de Vírus

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a evolução em termos de mudança, crescimento e relembrança da nossa unidade e igualdade com toda a vida é o único caminho que cada ser humano tem a tomar de forma a se tornar livre.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que evolução verdadeira do ser é passar de um estado rudimentar de entendimento sobre "Quem sou eu" para um estado de total entendimento e ciendade de "Quem Eu Sou" - e esta evolução é provada na acção.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que nós, seres humanos, passamos por variados periodos de evolução nos quais nos "aproximamos" do total entendimento sobre "Quem nós somos" como VIDA - assim como também passamos por períodos de retrocedimento nos quais acabamos por criar camadas de ilusão que nos separam de "Quem nós somos" como VIDA.

Assim sendo, eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que "Deus" é na verdade um "evolucionista", pois o homen, como uma das suas "criações", está constantemente a evoluir e a retroceder no seu entendimento sobre "Quem É" como um e igual com e como a Vida.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que se "Deus" existisse e se o homem foi na verdade criádo à sua imagem e semelhança, então isso faria de "Deus" e toda a sua definição de omnipotente e omnipresente um "projecto" inacabado pois nós, seres humanos, ainda nos permitimos criar camadas de ilusão que nos separam de "quem realmente somos como" VIDA.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido tornar-me o exemplo do que significa ser "Deus" ao me tornar Um e Igual com e como a VIDA, ao me tornar Ciente de "Quem Eu Realmente Sou" a cada momento da respiração, e desta forma ser o exemplo do pico da evolução - ao garantir que eu não me permito estar sujeito a camadas de ilusões que me separam da Realidade.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que através do meu corpo e mente, EU (o operador) sou capaz de me dar direcção de forma a que o meu comportamento seja o reflexo daquilo que é melhor para todos - desta forma garantindo que eu não crio/aceito separação.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao agir "negativamente" a situações presentes baseadas em experiências passadas eu estou a permitir e aceitar retroceder - eu não me estou a permitir evoluir de forma a me tornar "Quem realmente sou" AQUI no presente.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que AMAR é viver AQUI no presente a cada respiração, tornando-me um e igual com e como a VIDA como "Quem Eu Realmente Sou" -- assim sendo, AMAR de verdadeé evoluir até atengir um total entendimento de "Quem Eu Realmente Sou" como VIDA.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket