28 de julho de 2012

Dia 62 - MLV - O Caos Mundial

28 de julho de 2012
MLV - Mente Livre de Vírus 

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o mundo como ele existe hoje em dia é o resultado de como vivemos e de como projectamos a nossa ideia/imagem de nós mesmo que nos foi ensinada e como a vivemos como exemplo - assim sendo, ao repararmos que o mundo está num caos é obvio então que nós todos estamos/somos um caos e que a solução é, obviamente, parar o caos que em nós existe.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que assim como nós somos o resultado daquilo que nos foi ensinado (o passado) e este ensinamento resultou no caos que é o mundo hoje em dia, então a solução é não voltar a repetir o passado (repetir as imagens passadas) de forma a que criemos um PRESENTE digno de se chamar PRESENTE no qual cada um recebe o Presente que é a vida em paz e harmonia".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o mundo está como está devido ao chamado "pecado original" - sendo este a repetição dos ensinamentos/comportamentos destrutivos que como humanidade temos existido.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que nós "não nascemos ensinados" -- nós não nascemos em separação, em julgamento, em inferioridade/superioridade, em medo etc... Somos ENSINADOS a viver desta forma - e este ensinamento é o "pecado original" pois estabelece a fundação de "quem nós nos tornamos".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao ensinarmos aos nossos descendentes (aos bebés e ás crianças que aqui estão e os que estão para vir) AQUILO QUE É MELHOR PARA TODOS com um TOTAL entendimento de como a mente humana funciona e de como criámos os comportamentos destrutivos que têm tornado o mundo num caos, é possivel NUMA SÓ GERAÇÂO fazer desta terra O PARAÍSO -- e aqueles que não são capazes de ver o senso comum e a simplicidade DA SOLUÇÃO simplesmente estão a indicar que não entendem como foram programados para se auto destruirem e destruirem tudo e todos à sua volta através de comportamentos/pensamentos destrutivos sem sequer considerarem por um momento a possibilidade da mudança através da Honestidade-Própria.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que um "homem mau" só irá dar exemplos de "maldade"- E uma criança "maldosa" só pode ter aprendido através dos "maus" exemplos do "homem mau". Assim sendo eu realizo que para que as crianças sejam o que é melhor para todos é necessário que tal lhes seja ensinado por aquele/aquela que é o exemplo daquilo que é melhor para todos.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que nós somos ensinados/programados com certos e determinados sistemas de crença e padrões de comportamento -- mostrando que o nosso "EU" inocente (a tábua raza) deixou de o ser e tornou-se aquilo que foi ensinado. Este "EU" inocente ficou perdido e coberto por camadas e camadas de sistemas de crença e por padões de comportamento -- e assim ten sido geração após geração - assim como a cusquisse o prova claramente.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que este processo de ensinamento de sistemas de crença e padrões de comportamento faz com que nos esquessamos de nós mesmo -- de quém nós somos como VIDA, um e igual com o todo.

Assim sendo - eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que é possivel eu andar para trás no tempo através do perdão próprio para desconstruir/desprogramar e ver-me limpo dos sistemas de crença e padrões de comportamento que claramente são destrutivos e não são o exemplo daquilo que é melhor para todos.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket