30 de julho de 2012

Dia 65 - MLV - O Processo de Criação: Tomando Responsabilidade.

30 de julho de 2012

MLV - Mente Livre de Vírus

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que "experiências" são eventos criados através de um processo de pensamento, palavra e acção - no qual primeiro pensamos sobre algo, e ao continuarmos com esse pensamento acabamos por acreditar nele e depois falâmo-lo. Depois tornamos a experiência real ao agirmos de acordo com o pensamento e palavra - ou ao criármos uma resposta/reacção noutra pessoa de acordo com o pensamento e palavra.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que existe SEMPRE a escolha entre participar nos sistemas de crença formados através da repeticão de pensamentos que depois acabam por formar os comportamentos destrutivos - OU podemos parar os pensamentos, parando assim as crenças e como resultado pondo um fim aos comportamentos destrutivos.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que nós fomos ensinados a pensar e a formar sistemas de crença que resultam em comportamentos destrutivos por aqueles que em sí já os possuiam e os espressaram (através da palavra) e os exemplificavam através da acção -- e é assim que nos tornámos cópias do passado e é por este motivo que o mundo tem estado sempre na mesma

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu tenho a capacidade de parar este ciclo vicioso ao não participar nos pensamentos - e desta forma acabo por criar a possibilidade de verdadeiramente ter livre arbítrio.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que todas as esperiências só podem ser experiênciadas SE eu me permitir participar nelas.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que A ANSIEDADE que experiêncio é fruto do meu poder de criação -- e sendo assim eu tenho a capacidade de a parar - eu tenho a capacidade de parar de experiênciar esta experiência.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que O MEDO que experiêncio é fruto do meu poder de criação -- e sendo assim eu tenho a capacidade de o parar - eu tenho a capacidade de parar de experiênciar esta experiência.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que O RECEIO que experiêncio é fruto do meu poder de criação -- e sendo assim eu tenho a capacidade de o parar - eu tenho a capacidade de parar de experiênciar esta experiência.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que A RAIVA que experiêncio é fruto do meu poder de criação -- e sendo assim eu tenho a capacidade de a parar - eu tenho a capacidade de parar de experiênciar esta experiência.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que A INVEJA que experiêncio é fruto do meu poder de criação -- e sendo assim eu tenho a capacidade de a parar - eu tenho a capacidade de parar de experiênciar esta experiência.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que A CULPA que experiêncio é fruto do meu poder de criação -- e sendo assim eu tenho a capacidade de a parar - eu tenho a capacidade de parar de experiênciar esta experiência.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar queA IRA que experiêncio é fruto do meu poder de criação -- e sendo assim eu tenho a capacidade de a parar - eu tenho a capacidade de parar de experiênciar esta experiência.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket