26 de agosto de 2012

Dia 74 - MLV - Os níveis de Ciendade - Parte 4 - Ciendade Automatizada

26 de agosto de 2012

MLV - Mente Livre de Vírus

Quarto nível de Ciendade:

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o quarto nível de ciendade é quando esta é automatizada - ou seja, quando o meu estado de ser/estar ciente for automatizado.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que assim como no primeiro nível eu estou automatizado a não estar ciente que não sou/estou ciente, neste último nível eu estarei automaticamente que estou/sou ciente de Quem Realmente Sou e, como tal, como a minha mente e corpo operam.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a perfeição em sí é ser/estar ciente de Quem Realmente Sou como VIDA e expressá-lo a todo e qualquer momento.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que assim como neste momento eu me encontro num estado automático de imperfeição, é possivel também ser-se automaticamente perfeito à medida que Vivo Aqui como Quem Relamente Sou como Vida em Unidade e Igualdade com Tudo e Todos a cada momento da respiração Ciente de TUDO a todos os níveis e em Todas as Dimensões.

Eu perdoo-me po não me ter aceite e permitido realizar que a minha imperfeição (desonestidade própria) é o único obstáculo à Verdade de Quem Eu Sou como Vida - e a verdade de Quem Eu Sou é a Verdade Eterna de Todo o Universo/Realidade em todas as dimensões.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que só quando a minha honestidade própria se tornar automatizada é que eu poderei dizer que "Sou/Estou Desperto".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que Quem Eu Sou como Vida é o eu Viver Aqui Ciente de mim mesmo a cada respiração, em honestidade própria, a cada momento expressando aquilo que é melhor para todos.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao me permitir acreditar/ter a ideia de que eu não sou capaz de "ser perfeito" eu estou na verdade a justificar e a desculpar a minha falta de dedicação, disciplina e determinação em viver Quem Eu Realmente Sou como Vida Aqui como Um e Igual como tudo e todos.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu me estabeleço aqui como ciente de mim mesmo a cada respiração à medida que me dou direcção a estar aqui um e igual com e como a minha respiração, expressando aquilo que é melhor para todos, corrigindo os vários pontos nos quais ainda me permito ser deshonesto comigo mesmo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido automatizar a minha ciendade à medida que a cada momento da minha respiração eu me dou direcção de forma a corrigir toda a minha deshonestidade - desta forma, eventualmente encontrar-me-ei a não ter escolha senão a viver em honestidade própria.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que para atingir a totalidade de todos os estados de ciendade eu terei de percorrer cada um dos níveis em todos os pontos de forma a que, para cada ponto, eu passe de "ciente que não estou ciente" (nível um) para "ciente que não estou ciente" (nível dois) para "ciente que estou ciente" (nível três) para "automaticamente ciente" (nível quarto) - e desta forma estou eternamente e automaticamente ciente de mim mesmo em todos os pontos em todas as dimensões.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a aplicação da ciendade automatizada é feita a cada momento da respiração - e à medida que o tempo/eventos vão passando eu vou-me estabelecendo de acordo com quem eu sou como vida - assim sendo, este processo, apesar do parâmetro temporal, é, na verdade, uma constante aplicação física temporalmente indefinida - ou seja, é irrelevante quem eu outrora "fui" ou quem eu futuramente "serei" pois aquilo que é relevante é QUEM EU SOU NESTE MOMENTO - pois a vida vive-se a cada momento, e é a cada momento que eu estabeleço quem sou em honestidade própria como um e igual com e como a vida.  

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket