10 de setembro de 2012

Dia 87 - MLV - O amor CONDICIONAL dos pais

10 de setembro de 2012

MLV - Mente Livre de Vírus

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como eu acredito que os meus sistema de crença são os "correctos/certos" -- o que não quer dizer que o sejam!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como os pais ensinam aos seus filhos os seus sistemas de crença que acham/acreditam serem os "correctos/certos".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como a maior parte do ensinamento que os pais dão às crianças é feito de uma forma indirecta através dos padrões de comportamento (vírus comportamentais), tom de voz, reacções -- que não passam, na verdade, da forma automática de como nos comportamos e existimos -- e as crianças, sendo inocentes, estão a registar e a copiar todos os movimentos/comportamentos, reacções, tons de voz e palavras - que por sua vez acabam depois por defini-las.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que os pais reagem e zangam-se com as crianças devido ao comportamento que têm porque na verdade estão a reflectir o comportamento abusivo dos prórpios pais que só são capazes de o ver/notar quando algo exterior (neste caso os filhos) o expressa.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como as crianças/filhos evitam ser iguais aos pais à frente dos mesmos devido à necessidade de quererem ser "diferentes" -- e só quando estão com os amigos (longe dos pais) é que eles agem exactamente como os pais -- Por exemplo: O pai é muito "asneirento" e o filho à frente dos pais não diz nem uma "asneira" -- mas quando ele se encontra com os amigos é tão ou mais "asneirento" que o pai.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como este tipo de comportamento faz com que os pais e os filhos se distanciem à medida que o tempo passa -- e como tal os filhos pensam que "conhecem bem os pais que têm mas os pais não os conhecem" e os pais pensam que "conhecem bem os filhos que têm mas os filhos não os conhecem" -- e como tal, a relação mantida entre os pais e os filhos não passa de uma farça baseada em controlo e submição (superioridade/inferioridade) -- no qual os pais são "Deus" (os programadores/superiores) e as crianças são os "subditos" ("ditos-inferiores") = como tal não existe de todo IGUALDADE (só existe separação) e como resultado TODO O SISTEMA SOCIAL (que é baseado na família) acaba por ser o sistema de abuso/separação/desigualdade na qual a maioria (os filhos) são escravos da minoria (os pais) -- e daí provém todo o conflito: guerras, pobreza, poluição etc...

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a educação que os pais dão às crianças é um sistema de crença baseada no "Amor Condicional" que diz o seguinte: Se não fizeres "isto" então não tens direito a "isto" (se não comeres a sopa não vês desenhos animados) -- E a consequência deste "amor" (que não é amor de todo -- não passa de uma forma de manipulação emocional) reflete-se no actual sistema socioeconómico no qual "só temos direito à vida" se "tivermos dinheiro" -- o que faz com que este sistema seja, por definição, o "sistema de vida condicional" no qual a vida é condicionada pelo dinheiro -- e como tal existe uma ENORME RESISTÊNCIA em se aceitar o SISTEMA DE IGUALDADE MONETÁRIA, pois este é na VERDADE o sistema INCONDICIONAL, que diz e garante que TODOS OS SERES HUMANOS têm o direito à vida pelo simples facto de estarem vivos - e como tal têm LIVRE acceso (incodicional) a TUDO O QUE NECESSITAM para terem uma vida/existência DIGNA desde o nascimento até à morte.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como os adultos andam pré-ocupados com os seus sistemas de crença e ensinam-los às crianças até que estas crianças passem também a estar/ficar pré-ocupadas com os mesmos sistemas de crença -- e assim se mantém o sistema como ele actualmente existe baseado na pré-ocupação dos nossos egos/sistemas de crença que nos separam daquilo que é real: A VIDA existente/presente AQUI neste MOMENTO!




0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket