16 de outubro de 2012

Dia 109 - MLV - A origem e consequências do Medo

16 de outubro de 2012

MLV - Mente Livre de Vírus

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que até mesmo o "amor" foi contaminado pelo vírus do medo com o ensimanento que devemos temer a Deus mas que ao mesmo tempo "Deus é amor" -- assim eu realizo como até o "amor" é controlado pelo medo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como o medo que nós seres humanos experiênciamos hoje em dia é o medo que foi transferido dos nosso antepassados, geração após geração -- e desta forma a sociedade tem sido controlada e manipulada pelo medo de uma forma automática à medida que automaticamente programamos os nossos filhos a terem medo e assim garantido que estes farão exactamente o mesmo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que um mundo sem medo começa por existirem pais e mães que não se livrem de todos os medos para que aquilo que ensinem aos seus filhos seja aquilo que é melhor para todos: O verdadeiro amor incondicional que não foi infectado pelo vírus do medo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como o medo é usado para começar guerras -- pois se não houvesse medo não haveriam guerras.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como o medo é utilizado para dar origem a GRANDES negócios -- pois se não houve medo não existiria competição abusiva e como tal os recursos/bens seriam partilhados e as pessoas não necessitavam de se enganarem umas às outras para se convencerem a comprar produtos que são absolutamente desnecessários.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como o medo é utilizado para que se deixem pessoas morrerem à fome -- pois se não houvesse medo os alimentos seriam PARTILHADOS!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como o medo é utilizado para criar crime -- pois se não houvesse medo não existiria razão para haver crime pois não haveria necessidade para termos medo uns dos outros e como tal TODOS teriam o que necessitam - e como tal não haveria necessidade para haverem crimes.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que este mundo de medo em que vivemos é o reflexo do mundo de medo que em nós existe!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como utilizamos o medo para de forma a justificar o abuso e destruição que representamos = assim como uma guerra é justificada pelo medo de "falta de recursos" -- que é SEMPRE a verdadeira justificação para uma guerra.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o medo irá prevalecer na Tarra enquanto os pais se permitirem terem medo uns dos outros e como tal ensinarão o mesmo aos seus filhos -- da mesma forma que os países tem medo uns dos outros e continuam a invertir em arsenal de guerra.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o primeiro medo a ultrapassar é o medo de criármos um mundo melhor no qual nos amamos incondicionalmente ao nos tornarmos a expressão viva daquilo qu eé melhor para todos --- o que significa que o primeiro medo a ultrapassar é o medo de nos livramos do nosso ego/mente que nos mente e nos faz crer que "esta é a única forma de vivermos!"


0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket