27 de dezembro de 2012

Dia 122 - Esquizofrenia: A polaridade da mente.

27 de dezembro de 2012

A esquizofrenia do indivíduo:

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como todos nós, seres humanos, ao permitirmos estar sujeitos aos pensamentos, emoções, sentimentos e experiências energéticas estamos na verdade a permitir existir num estado de esquizofrenia, na qual nos permitimos ser paranícos (como demonstram os  medos irracionais), illusões sobre o que é a vida/universo/existência assim como pensamentos, palavras e acções contraditórias e desorganizadas.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como eu sou esquizofrénico ao dizer a mim mesmo que "não vou fazer mais uma coisa" e depois acabo por a fazer.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a esquizofrenia é o resultado de existirmos na POLARIDADE da mente.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido identificar e parar todos os meus pensamentos, sentimentos, palavras e acções que reflectem o meu estado esquizofrécio -- assim sendo eu ajo sempre em honestidade própria, sem que a energia da mente me controle: Eu sou o princípio directivo, sempre.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a esquizofrenia é um estado no qual eu me divido (Separo) de mim mesmo ao me permitir acreditar que os pensamentos e sentimentos que experiêncio são reais.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que para parar o meu estado esquizofrénico necessito de me dar direcção, preciso de confiar em mim mesmo e provar esta confiança com actos físicos.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido sabotar-me ao me permitir estar en contradicção comigo mesmo

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que quanto mais eu participar no meu estado esquizofrénico mais difícil será para mim participar neste mundo REAL de uma forma coerente e eficaz.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a "coversa de fundo na minha mente" representa a minha "voz esquizofrénica" que me leva a estar en contradicção comigo mesmo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido parar as conversas esquizofrénicas na minha mente e dar-me direcção de acordo com quem eu sou com e como vida, um e igual com e como tudo/todos.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido realizar que este estado esquizofrénico é real em vez de realizar que ao participar no mesmo eu torno-o real para mim mesmo no momento em que decido agir de acordo com o mesmo.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido acreditar que é dificil parar este estado esquizofrénico em vez de realizar que este pensamento/ideia/crença de que "é dificil" faz parte da esquizofrenia -- pois contradiz o senso comum de que basta UM MOMENTO para PARAR de de me permitir continuar participar na esquizofrenia.

A esquizofrenia do Sistema:

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido acreditar que a resistência em parar a minha esquizofrenia é real em vez de realizar que esta mesma é a energia (positiva ou negativa) da mente que torna a esquizofrenia real, e como tal basta eu dar-me direcção aqui no físico para parar de me separar de mim mesmo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como o actual sistema socio-económico é o resultado do permanete estado esquizofrénico em existimos no qual, por exemplo, em termos globais, queremos PAZ mas no entanto existem guerras conflitos, competição, pobreza etc.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como a raça humana existe num permante estado esquizofrénico assim como prova o facto de pensarmos ser "boas pessoas" e "amigos uns dos outros" mas na verdade acabamos por ser exactamente o contrário: eganamo-nos uns aos outros, mentimos, abusamos etc.. Assim como é provado pelo actual estado do mundo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como os políticos exercem os seus cargos num total estado esquizofrénico pois por um lado tem de fazer a vontade do povo, e por outro lado acabam só por sevar a cabo os seus desejos (e os dos seus amigos das grandes empresas).

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar como os POLÍticos e a POLÍtica são o reflexo da POLARIDADE que é o estado Esquizoifrénico.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que, por exemplo, a existência de Policias e Criminosos reflecte o estado esquizofrénico da raça humada pois por um lado "queremos fazer o bem" (polícia) e por outro "acabamos por pecar" (criminoso).

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a existência do actual sistema económico é o reflexo do estado esquizofrénico do ser humano no qual é necessário dinheiro para vivermos, mas no entanto é necessário que estejamos vivos para que o dinheiro tenha qualquer valor!

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket