14 de setembro de 2012

Dia 92 - MLV - A justificação dos Vírus Comportamentais

14 de setembro de 2012 0

MLV - Mente Livre de Vírus

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que assim como o computador têm um sistema operativo (opinativo?) eu também tenho um sistema operativo chamado "Personalidade".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que assim como os computadores são infectado com virus fazendo com que o sistema operativo e os programas do computador deixem de funcionar devidamente - eu tabém fui infectado com Vírus Comportamentais que que desestabilizam o meu "bom funcionamento".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que os Vírus no computador encontram-se dormentes até serem activados quando um certo sinal/icon/programa/função é activado/accionado --- e eu, sendo um computador orgânico, ajo exactamete da mesma forma: reagindo (Vírus Comportamental acionado) quando um certo sinal/imagem faz parte do ambiente que me rodeia -- por exemplo, reagir com raiva/inveja/ciúme quando alguém faz/diz uma determinada coisa.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido dedicar-me a identificar quais os sinais/imagens que activam os meus Vírus Comportamentais para que eu seja capaz de fazer com que estes sinais/imagens deixem de ter influência/controlo sobre a minha expressão.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que neste processo de identificação dos sinais/imagens que activam os meus Vírus Comportamentais eu irei notar/ver como a maior parte do meu funcionamento é dominado por estes Vírus pois estes tornaram-se comportamentos automatizados que foram "aperfeiçoados" ao longo dos anos à medida que eu me deparava que toda a gente em meu redor age exactamente da mesma forma -- o que fez com que estes Vírus Comportamentias passasem a ser "normais" ao ponto de os definirmos como "Natureza Humana" -- quando na verdade é uma "natureza de abuso e destruição" que faz com que os sistemas operativos/opinativos das pessoas (as personalidades) não consigam comunicar com clareza, entendimento, e compreenção, acabando por transferir entre si cada vez mais Vírus Comportamentais -- e daí a existirem tantas religiões, filosofias e "maneiras de pensar" que só demonstram que o nosso comportamento/personalidade não é baseado na REALIDADE mas sim na ILUSÃO que cada um criou para si mesmo -- e se todos existissemos de acordo com aquilo que é REAL, todos nos comportariamos e pensariamos com base no MESMO PRINCÍPIO -- pois a REALIDADE é só UMA! Daí à necessidade de nos tornarmos a Expressão Viva daquilo que é melhor para todos BASEADA no PRINCIPIO DA EXISTÊNCIA de UNIDADE E IGUALDADE, para que paremos de uma vez por todas com todos os Comportamentos Abusivos/destrutivos / Vírus Comportamentais.

Eu perdo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao nos comportarmos e ao pensarmos com base no mesmo Princípio de Unidade e Igualdade -- isso NÃO QUER DIZER que vamos todos fazer e dizer o mesmo a toda a hora! Simplesmente quer dizer que a nossa expressão e criatividade não implicará o abuso de nós mesmos nem dos outros!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que mesmo quando reagimos aos sinais/imagens ao nos comportarmos de forma abusiva/destrutiva -- ainda assim JUSTIFICAMOS e DESCULPAMOS tal comportamento com base na crença "Eu é que sei, eu é que mando, eu estou sempre certo" -- crença esta que foi copiada dos nossos pais quando estes nos "educavam/ensinavam" dizendo "Eu é que sei, eu é que mando, eu estou sempre certo, ouve o que eu te digo que eu é que sei!"  - quando claramente estavamos a ser abusados/controlados/manipulados/reprimidos = feitos inferiores. Assim se explica porque é que justificamos e desculpamos as nossas acções/palavras mesmo quando estas são claramente abusivas/destrutivas: Aprendemos com os nossos pais.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido que mesmo quando nos comportamos de maneira abusiva/destrutiva acabamos sempre por justificar o nosso comportamento com base num sistema de crença/conhecimento -- e é por isso que APESAR de o sistema actual ser CLARAMENTE destrutivo/abusivo (guerras, poluição, conflitos, pobreza, etc etc etc...) CONTINUAMOS A JUSTIFICAR E A DESCULPAR a sua existência --- em vez de pormos um FIM a este mesmo sistema e implementarmos um sistema que NÃO PERMITE O ABUSO DA VIDA! 

Dia 91 - MLV - Criando o Paraíso na Terra


MLV - Mente Lívre de Vírus

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a auto realização de que quem eu me tornei provem do ciclo de comportamentos abusivos/destrutivos que têm sido passados de geração em geração permite-me agora que eu possa fazer algo sobre para mudar o meu comportamento.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a partir deste momento eu tenho a compreenção e o entendimento de "porque é que eu sou como sou" e como tal sou capaz de PARAR antes de agir de uma forma automática com os vários comportamentos destrutivos/abusivos -- e como tal eu sou capaz de fazer outra escolha: Escolher o que é melhor para todos!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o processo de auto realização RESUME-SE a identificar TODOS os padrões de comportamento abusivos/destrutivos, parar com que estes exerçam influencia em mim, e passar a expressar aquilo que é melhor para todos - a cada momento da respiração.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a ÚNICA escolha que existe a TODO o momento é: Ou expresso aquilo que é melhor para todos - aquilo que me serve e ao mesmo tempo serve a todos - OU então permito que os comportamentos abusivos/destrutivos do passado façam parte do presente --- pode-se também dizer que a escolha é entre: Ser Honesto comigo próprio (ao me expressar criativamente no momento) ou ser deshonesto comigo próprio (ao me expressar reactivamente de acordo com o passado).

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao por fim aos comportamentos destrutivos/abusivos eu estou na realidade a FAZER AOS OUTROS AQUILO QUE QUERO QUE FAÇAM A MIM MESMO - pois em primeiro lugar eu estou a CUIDAR de mim mesmo ao me expressar criativamente (estou-me a amar de verdade!) e ao ser o exemplo represento aquilo que os outros podem também ser e como tal irão tratar-me como eu me trato a mim mesmo = IMAGEM E SEMELHANÇA!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que os comportamentos abusivos/destrutivos fazem parte do actual "dia a dia" (do sistema) porque têm sido CONSTANTEMENTE repetidos durante milénios e ao o observámos acabámos por os copiar como se "não houvesse escolha" -- e o cumulo da permição e aceitação de tais comportamentos existe na crença/facto que as coisas "não mudam" ou que "as pessoas não mudam" -- o que significa que quem em tal acredita está na verdade a dizer "eu não vou mudar, eu sou mesmo assim, eu irei continuar a abusar e a ser destrutivo, para mim mesmo e para os outros). --- assim sendo, -----> Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao me tornar a expressão viva daquilo que é melhor para todos (a expressão viva de Unidade e Igualdade) eu irei ser o exemplo para aqueles que me rodeiam, e ao tornar o meu comportamento/expressão consistente/repetitiva com base neste princípio, quem estiver "pronto" para ver irá perceber que "existe outra forma" de se estar/ser "na vida": A que é melhor para todos!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o mundo é consitituido por várias peças (pessoas) e estas peças são moldáveis -- o que quer dizer que ao me moldar para aquilo que é melhor para todos e continuar consistente na minha aplicação, as peças (pessoas) que estão em meu redor não têm escolha a não ser "encaixarem" na minha expressão (que significa que começam a mudar parando os comportamentos destrutivos) ou então "afastam-se" para naõ terem que mudar.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que foi o meio que me rodeia que me começou a moldar e a definir "quem eu me tornei" -- e como tal, Eu ao ser parte do meio que rodeia os outros sou também uma factor que determina quem estas pessoas são -- como tal, ao ser a expressão viva daquilo que é melhor para todos através das palavras e acções eu estou a criar a possibilidade para que os que me rodeiam venham também a dedicarem-se a parar os seus comportamentos destrutivos e a tornarem-se também a expressão viva daquilo que é melhor para todos!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que nó fomos crer acreditar que o paraíso está para além da morte para garantir que não criemos o paraíso AQUI nesta TERRA ao aceitarmos como "natural e normal" ("é a natureza humana) termos todos estes comportamentos abusivos/destrutivos -- em vez de os pararmos para passarmos a ser a expressão daquilo que é melhor para todos = PARAÍSO!
  
 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket