6 de janeiro de 2013

Dia 134 - Virar para o Interior: O Perdão-Próprio

6 de janeiro de 2013

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido dar atenção aos pensamentos da mente em vez de me virar para o interior e expressar-me em honestidade própria.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que os pensamentos da mente não passam de uma realidade temporal (ireal) enquanto quem eu sou como vida Aqui no "interior" é Eterno -- e como tal, ao me enterter na mente estou simplesmente a permitir ser uma ilusão.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido virar-me para o interior, enfrentar-me em honestidade própria e mudar-me de forma a que a minha expressão seja aquilo que é melhor para todos.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao me virar para o interior eu vejo para além dos pensamentos da mente que têm tendência a julgar, a temer, a criticar, a complicar, a limitar, a inferiorizar (etc) - e como tal tenho a capacidade de me dar direcção de forma a me aperfeiçoar.

Eu perdoo-me por não me ter aceitee permitido realizar que ao me virar para o interior eu crio a possibilidade de "estar em contacto" com que eu realmente sou e assim sendo capaz de me Expressar na totalidade.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao me virar para o interior eu quebro as barreiras que me separam da existência, pois toda a existência existe AQUI "dentro" de mim, um e igual.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido puxar por mim para me manter AQUI presente no "meu interior" - nãoi permitindo que os pensamentos da mente me distraiam deste MOMENTO da respiração na qual eu tenho a capacidade de me direcionar verdadeiramente.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao me virar para o interior eu crio a capacidade de me dar direcção como vida, assim sendo não permitindo que a perguiça e a necessidade de entertenimento me controlem.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu procuro entertenimento e permito-me ser perguiçoso porque não estou VIRADO para o INTERIOR -- pois se o estiver eu não necessitarei de nenhuma energia (entertenimento/perguiça) para me satisfazer.

Eu perdoo por não me ter aceite e permitido  realizar que a mente (pensamentos, sentimentos, emoções, reacções, energias)  tem a tendência a tentar virar-me do interior para o meu ego que me separa de mim mesmo e de toda a vida.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que sou eu quem decide sempre, a todo o momneto, se estou virado para o interior ou se estou virado para a mente.

Quando e assim que me vejo virado para a mente - eu páro e respiro. Nesse momento realizo que EU DECIDO quem eu sou nesse momento: A mente ou quem eu sou como Vida. Assim sendo puxo por mim para me manter virado para o interior e assim sendo capaz de me expressar como Vida como quem realmente sou com Um e Igual com tudo/todos. 

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket