15 de fevereiro de 2013

Dia 158 - Qual é o Significado da Vida?

15 de fevereiro de 2013

Nos dias em que eu me dou direcção - quando as minhas acções são o resultado de um entendimento claro DAQUILO que estou a fazer e PORQUÊ é que o estou a fazer - no dia a seguir não me custa absolutamente nada a acordar e a levantar. Isto é um indicador que eu estou presente no físico - e como tal não "passo tempo" na mente, submerso em pensamentos, emoções e sentimentos.

Quando passo tempo na mente estou a criar para mim mesmo uma resistência à vida -- crio uma resistência a viver. E quanto mais participo nisso, mais intensa é a experiência - e no dia a seguir é-me extremamente difícil acordar e levartar-me: só me apetece ficar na cama. É uma forma que eu uso para evitar continuar a ter pensamentos, sentimentos e emoções que criam em mim uma experiência de pena de mim mesmo por "as coisas não correrem como eu quero" -- mas a realidade é que eu a estou a criar de tal forma! Ao dormir não enfrento directamente a apatia e ansiedade que eu crio para mim mesmo quando participo na mente - e é por isso que eu "prefiro ficar na cama". Quando me dou direcção e "estou bem comigo mesmo" durante todo o dia, na manha seguinte nem preciso do despertador: Eu estou "acordado para a Vida!"

O Que é importante ter em conta nestas duas experiências é que EU SOU O CRIADOR das mesmas: Eu crio a minha própria depressão assim como eu crio a minha própria felicidade e prazer de/em viver!

Quando eu me dou direcção - quando eu sou Disciplinado - a minha expressão é UMA e IGUAL à Direcção/Disciplina que eu decidi tomar/tornar-me. Quando EU PERMITO que a Mente me controle e domine eu acabo por ser um "coitadinho", um escravo da Mentira que eu digo a mim mesmo ---> a Mentira é a seguinte: Eu sou os pensamentos, sentimenots e emoções que experiêncio.
NÃO! Eu sou este corpo FÍSICO. Eu sou esta Respiração. A mente não passa do Programa que me SEPARA de QUEM eu SOU como VIDA, um e Igual.

Quando eu me permito participar na Mente eu estou a ser COMPLETAMENTE DESONESTO --E como tal eu não Vivo... Simplesmente existo num espaco minúsculo aqui na minha cabeça.
Quando eu sou HONESTGO COMIGO eu estou AQUI presente no Físico, a respirar, a dar-me Direcção, a corrigir-me, Disciplinado, Determinado, Dedicado à VIDA!

Um outro ponto que eu vejo ser de extrema importância eu estar ciente são as JUSTIFICAÇÕES e DESCULPAS que eu permito arranjar/criar para continuar a participar na Mente -- porque se eu não o fizer, é obvio que não irei continuar a participar na mente!
Por isso, quando eu me vejo a participar na mente e deliberadamente continuo a participar --> então eu SEI que existem Justificações e Desculpas que me fazer crer ser aceitável continuar a participar na Mente. Por isso, ao parar as Justificações e Desculpas não há como continuar na Mente!

Quais são as DESCULPAS e JUSTIFICAÇÕES que eu arranjo/crio para NÃO Viver?
Quais são as DESCULPAS e JUSTIFICAÇÕES que eu arranjo/crio para continuar a Ser Desonesto comigo mesmo?

Não faz absolutamente sentido nenhum criar para mim mesmo experiências de desconforto e ansiedade através de desculpas e justificações. E as resistências (energias) que eu possa ter em por um fim a tais desculpas e justificações não passam também de sistemas da mente para me manterem um escravo da mesma.

EU DECIDO! Sempre! Eu crio a minha própria Paz assim como crio a minha própria Guerra. Eu Decido se VIVO ou se DURMO. Eu Decido se Sou Honesto comigo mesmo ou Desonesto comigo mesmo.

Será este o "significado da vida"? Eu Decido/Crio o Significado da (minha) Vida.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket