20 de fevereiro de 2013

Dia 164 - Sono: Tornando-me o Mestre do Despertar!

20 de fevereiro de 2013

Nos últimos dias tenho experiênciado imenso sono em certal alturas do dia.
Tenho andado bastante satisfeito com a minha aplicação diária: Não tenho permitido que a mente me controle - Eu tenho sido o Princípio Directivo de tudo o que tenho feito - nada tem sido um "apetecer"/"vontade" -- tudo tem sido uma decisão clara.
Nisto eu tenho visto que a mente me anda a tentar "mandar a baixo". Ontem, por momentos, depois de jantar continuei a ver o programa "Top Gear" e assim "de repente" deu-me um sono tremendo: Os meus olhos a fecharem-se sózinhos e a cabeça a cair... Eu decidi que não me ia permitir dormir - pois ainda eram umas 10 da noite e au ainda tinha muito que fazer. Parei de ver o programa e pus-me a escrever o blog de ontem: Eu escrevia durante uns segundos e os meu olhos fechavam-se e a cabeça caia... Eu abria os olhos de imediato e já nem me lembrava do que tinha escrito. Começava a ler o que tinha escrito e quando ia a meio já nem lia bem porque a visão ficava turva devido aos olhos se estarem a fechar outra vez. Levantei-me da cadeira, andei um pouco para "acordar" e voltei-me a sentar a escrever... O mesmo acontecia outra vez - mas eu não me permitia adormecer!
Lá consegui acabar o blog - provávelmente cheio de erros ortográficos e gramaticais, mas issso já não é nada de novo porque eu não volto a ler tudo o que escrevo e muitos erros e gralhas ficam por corrigir - e eu não tenho corrector automático por isso se não for eu a identificar os erros eu não os vejo!

Quando acabei de escrever o blog já estava bem mais acordado - o sono já não era tão intenso.
Depois fui escrever a lição do "DIP Lite" (curso grátis!!!!) e o mesmo aconteceu: Eu fechava os olhos e a cabeça caia, eu abria os olhos e continuava a escrever. A lição que deveria demorar uns 5 a 10 minutos a escrever demorou uns 15 ou 20.
Depois começei a escrever a lição do "Agreement Course" - nessa altura já não havia sono nenhum - pelo menos no início. Passado cerca de uma hora a mente já estava outra vez a tentar "mandar-me a baixo". Era para aí uma da manhã quando acebei e ainda tinha de compor um pouco de música. No ínicio estava bem acordado, mas passado uma hora já estava a adormecer - mesmo com música nos meus ouvidos! Continuei a puxar por mim - e só parei quando fiquei satisfeito. Quando acabei e me estava a preparar para ir para a cama não tinha sono nenhum - era bem capaz de continuar com outra tarefa. Eram quase 3 da manhã quando me deitei, sem sono - no entanto fechei os olhos e em dois ou três minutos adormeci.

Hoje acordei as 7.30 -- dormi menos de 5 horas e estou aqui "bem fresco". Isto tem sido os meus dias: Deitar as 3 e acordar antes das 8 - Sem custar absolutamente NADA levantar-me. Porquê? Porque eu tenho me dado direcção a CADA MOMENTO. E é importante também mensionar que tenho ido quase todos os dias ao ginásio e no sabado passado dei um concerto de 2 horas que involvei montar e desmontar o PA da banda toda -- isto para dizer que eu tenho andado físicamente activo.

O que é que eu tiro disto tudo?
Vejo que se eu me quero acordar e levantar sem que me custe absolutamente nada é EXTREMAMENTE importante que durante o meu dia eu me esteja a dar direcção a todo o momento - disciplinado e determinado.  Portanto, existe um processo de acumulação que passa do dia de hoje para o dia de amanhã: todos os momentos de hoje, INCLUÍNDO o último momento quando eu me decido deitar, é de EXTREMA importância pois estes irão acumular e definir (até um certo ponto) quem é que eu serei no momento de acordar no dia seguinte. Digo "até certo ponto" porque sou EU quem tem de DECIDIR Quem Eu Sou no momento de acordar. Mas se eu já tiver "embalado" do dia anterior torna-se mais fácil!

Apercebi-me também ontem que se eu me deitar porque "tenho sono" e/ou porque "me apetece" isso quer dizer que eu não estou a  permitr que a mente tome a decisão por mim --> e isto em si irá fazer com que no dia seguinte seja também a mente a decidir "ficar na cama ou levantar" -- e eu conhecendo-me bem como me conhecço em relação a este ponto do sono sei perfeitamente que ficaria na cama.
Por isso, quando eu me deito é porque EU ESTOU A TOMAR ESSA DECISÃO!

Estes acontecimentos de extremo sono durante o dia não são nada de novo para mim - há uns 3 anos eu estava na mesma situação: dormia pouquíssimo e estava disciplinado em me dar direcção. Acontecia exactamente a mesma coisa: Eu escrevia e só me dava para dormir: era a mente a tentar tomar controlo, a tentar manter-me um escravo de sí mesma.
Eu não me lembro do momento em que eu voltei ao meu "padrão normal" de acordar depois de dormir muito e ir-me deitar quando  já não posso mais ("estou cheio de sono!") ou quando tenho mesmo de me deitar porque tenho de acordar cedo no dia seguinte: Este padrão em si, vejo eu agora, é o padrão da minha mente que me mantém num estado apático e de depressão no qual não existe qualquer tipo de direcção própria --> tudo o que eu faço é "direcção" dada/definida pela mente.

Vejo agora que tenho andado nestes ciclos de:
1 - "dormir muito" e refugiado-me em entertenimento para me esquecer da "depressão" que sinto
2- Ser/estar disciplinado em me dar direcção, dormindo só o que o corpo físico necessita

Só agora vejo que eu passo do "segundo ciclo" para o "primeiro ciclo" quando a mente me começa a testar da forma que eu tenho andado a experiênciar: É a mente a tentar tomar controlo sobre a minha vida, tentando decidir quando e quanto tempo é que eu durmo.

Quem eu tenho sido durante esta última semana não é normal! Eu tenho de puxar por mim para me manter disciplinado e determinado em me dar direcção a TODO o momento - é exactamente isto que eu tenho feito. O que se está a passar é que a minha mente não está mais a controlar-me --> como tal está a tentar usar esta táctica de me tentar por a dormir assim de repente.
Eu estou claramente a mudar -- e estes acontecimentos são uma forma de a mente me testar, a ver onde é o meu ponto fraco para tomar de novo o controlo sobre a minha existência.

É a primeira vez que estou ciente disto! Por isso só me basta garantir que eu não me permitdo que a mente me minta ao me fazer crer que "eu estou com sono" ---> Não! Eu é que decido quando me deito. E eu decido quando acordo. Eu decido Quem eu Sou a cada momento. Eu decido o que faço a cada momento.

Amanha escreverei o Perdão Próprio sobre este ponto.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket