22 de fevereiro de 2013

Dia 166 - Sono: Perdão Próprio - Segunda Parte

22 de fevereiro de 2013
Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ir dormir porque me "apetesse" devido a um SENTIMENTO/experiência energética não passa da mente a controlar as minhas acções.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido estar ciente das experiências energéticas que controlam o meu comportamento em relação a este ponto do "deitar" e "acordar".

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido sentir-me mal comigo mesmo por me ter deitado devido ao sono que experienciei em vez de realizar que isto em sí é o PONTO que cria a existência deste sistema: A polaridade do QUERER/DESEJAR SENTIR-me BEM por dormir pouco para EVITAR SENTIR-ME MAL por dormir demasiado.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu só serei LIVRE ao investigar TODOS os PONTOS, garantindo que eu descubro/desvendo/realizo "O QUE É QUE SE REALMENTE SE PASSA?" / "QUAL É A a VERDADE sobre a minha experiência?"

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido permir que permitir que seja o SONO a "meter-me na cama" (negativo) e permitir que seja a "excitação de acordar por dormir pouco" a por-me "fora da cama" (positivo) são os dois a polaridade do mesmo sistema!

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido participar nas experiências energéticas -- positivas e negativas -- relacionadas com este ponto do sono.

Estes acontecimentos de extremo sono durante o dia não são nada de novo para mim

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu estou a criar para mim mesmo uma nova oportunidade para descobrir o que se realmente se passa em relação a este ponto do sono.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a mente funciona SEMPRE entre um positivo e um negativo -- e comot al é essencial que eu não me permita passar de uma polaridade para a outra pois se assim for continuarei em escravo do mesmo sistema.

Eu não me lembro do momento em que eu voltei ao meu "padrão normal" de acordar depois de dormir muito e ir-me deitar quando  já não posso mais (estou cheio de sono!) ou quando tenho mesmo de me deitar porque tenho de acordar cedo no dia seguinte: Este em padrão em si, vejo eu agora, é o padrão da minha mente que me mantém num estado apático e de depressão no qual não existe qualquer tipo de direcção própria --> tudo o que eu faço é "direcção" dada/definida pela mente.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu alimento o negativo deste sistema ao alimentar o positivo no qual eu me SINTO BEM por "dormir pouco".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que por estar tão obsecado por dormir pouco acabo por criar a polaridade que é experiênciar imenso sono. 

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que esta experiência de ter muito sono só se começou a manifestar depois de terem passados 5 dias de eu estar a dormir pouco: Durante esse tempo eu fui alimentando o POLO POSITIVO ao me SENTIR BEM por dormir pouco!

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que se eu não abrandar durante o meu dia a dia e me permitir estar numa esperiência POSITIVA por me estar a "portar bem" -- então estou a criar/alimentar a polaridade oposta que acabará por se manifestar quando eu não tiver mais energia POSITIVA para me manter "satisfeito/feliz/contente".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que dar-me direcção própria, ser disciplinado e permanecer dedicado em Viver é IMPOSSIVEL de se fazer de um ponto de partida de uma experiência energética.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que direcção própria NÃO É Energia.
Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que disciplina própria NÃO É Energia.
Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que dedicação própria NÃO É Energia.
Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que determinação própria NÃO É ENERGIA.

 Eu perdoo-me por não em ter aceite e permitido realizar que a experiência energética de "satisfação/felicidade" por não dormir excessivamente e não participar em entertenimento de uma forma excessiva é a polaridade oposta da depressão e apatia de quando pela falta de direcção própria e honestidade própria.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu agora estou a enfrentar a polaridade POSITIVA --> e se eu permitir que esta continue a me controlar, então eu chegarei a um ponto em que eu "não aguento mais" e passo outra vez para a polaridade NEGATIVA.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que para parar a mente é necessário que eu pare os DOIS Polos: O Positivo e o Negativo.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido pensar/acreditar que "já está tudo feito" simplesmente porque eu parei de dormir excessivamente e parei de ver horas a fio de entertenimento -- em vez de realizar que agora enfrento a Polaridade Positiva e DEPOIS de a enfrentar terei de provar a mim mesmo que eu não volto a criar este sistema.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que SE a minha "Disciplina, Dedicação, Determinação e Direcção" não passarem de experiências energéticas, então eu irei acabar por voltar para a experiência oposta na qual, por sua vez, passado algum tempo irei criar outra vez a polaridade positiva de "Disciplina, Dedicação, Determinação e Direcção" ---> é exactamente nisto que eu tenho andado: A saltar de um polo para o outro

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido passar de uma polaridade para a outra em vez de REALMENTE VER o que é que se passa e garantir que cada momento é DEFINIDO pelo meu MOVIMENTO FÍSICO, auxiliado pela Respiração, e não um movimento baseado em Energia.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ser duro comigo mesmo não é solução.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido julgar-me como fraco ou falhado por fechar os olhos e sentir sono -- o que quer dizer que eu estoua achar que sou "forte" e "vencedor" se me mantiver acordado.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o que é relevante é eu SER Honesto Comigo Mesmo ---> assim sendo eu realizo que permitir que a polaridade oposta baseada no SENTIMENTO POSITIVO por não dormir muito é em sí inaceitável porque aquilo que eu faço NÃO DEFINE Quem Eu Sou --> é QUEM EU SOU que Define o que Faço/Digo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que nada destes acontecimentos são relevantes: O que é relevante é QUEM EU SOU de acordo com estes acontecimentos: VIDA? Ou Consciencia/Mente/Ego?

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a DIRECÇÃO só é válida SE apoiar a VIDA.
Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a DISCIPLINA só é válida SE apoiar a VIDA.
Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a DETERMINAÇÃO só é válida SE apoiar a VIDA.
Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a DEDICAÇÃO só é válida SE for pela VIDA.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido ser controlado pela energia positiva da mente que se manifesta sobre a forma de me SENTIR bem comigo mesmo --> não passa de uma experiência energética, e como tal não é uma expressão Minha como Um ee Igual com e como Vida.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que se eu me definir de acordo com as minhas acções eu acabarei por desonesto comigo mesmo porque eu terei de julgar as acções como positivas e/ou negativas --> e desta forma eu estarei a definir-me directamente de acordo com uma polaridade --> no fundo não passará de uma definição criada pela mente para a mente se definir.

É QUEM EU SOU que define O QUE EU FAÇO/DIGO! --> Nunca o Contrário!


0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket