25 de fevereiro de 2013

Dia 168 - Mudança "Equlibrada"

25 de fevereiro de 2013

Se não houver um "Equilibrio" relativo áquilo que se faz e não se faz = o resultado será sempre a criação de uma fricção que acabará por limitar a nossa expressão.
Assim sendo, chegar a um ponto de exaustão ou a um ponto de apatia não é aconselhável de todo...

Este processo de realização de quem somos é um processo acumulativo, e como tal temos de integrar vários pontos da nossa expressão de Vida aos poucos --> é um processo temporal.
Tentar mudarmos todo o nosso ser de "um dia para o outro", para além de desgastante, é impossivel --> assim como nos tornámos quem somos neste momento através da mudança ao longo dos anos, para nos recriarmos temos de o fazer também aos poucos.

Outro ponto também a ter em conta é que demora algum tempo até ficarmos estáveis com a mudança. Por exemplo: Se um fumador deixa de fumar, ele irá passar por um processo de "adaptação" na qual é necessário bastante determinação, dedicação e disciplina em não se permitir "cair na tentação" -- passado algum tempo - umas semanas ou meses - já nem se pensa em fumar de todo. É normal que surja um pensamento ou outro de vez em quando - e são nessas alturas que é muito importante continuar comprometido em não voltar ao padrão antigo, pois é assim que se vê verdadeiramente se a nossa decisão é verdadeira ou não passou de uma "boa intenção".

Imaginemos que a toda a energia da mente que nos faz escravos da mesma é a água de uma barragem: A barragem em si é Quem Somos neste momento sobre a pressão de toda a energia/água da mente. O processo de esvaziar a barragem é a libertação do controlo que a mente em nós exerce. Se de repente abrirmos todas as comportas ao máximo e se fizermos ainda mais buracos para a água correr, a barragem deixa de aguentar, e com toda a pressão acaba por se destruir completamente. Por isso, a água/energia tem de ser libertada lentamente, passo a passo. Primeiro é necessário que a barragem não fique mais cheia ao permitirmos que um "rio de energias exteriores" corra/faça mais pressão. Só então é que é relevante libertarmos a energia pouco a pouco.

Temos de mudar aos poucos. Todos os dias temos de fazer com que a energia da mente seja liberta aos poucos -- uma aplicação dirária é a "chave"!

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket