3 de abril de 2013

Dia 178 - "Tenho de fazer!!": O Perdão-Próprio

3 de abril de 2013

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido sentir que eu TENHO DE ESCREVER O BLOG em vez de realizar
que é para o meu próprio bem )e para bem de quem o lê) que o escrevo.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido negar a mim mesmo o meu bem estar ao me dedicar a escrever o blog - investigando desta forma os pontos que ainda me prendem à ideia/crença de que sou "menos/incapaz" e/ou"superior/mais que" os outros -- em vez de realizar que isto não passa da polaridade da mente que me separa de mim mesmo/do todo.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que ao não escrever o blog eu estou a permitir que a mente "ganhe" ao me convencer que "eu posso deixar para amanhã" -- em vez de realizar que ao fazê-lo eu só estou a adiar a minha auto-realização --> e se eu adiar demasiado acabarei por ficar sem "tempo".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que a minha consistência em escrever o blog reflete a minha consistência na dedicação a corrigir os padrões/hábitos destrutivos que em mim ainda existem.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido escrever o blog todos os dias não por ser um DEVER/OBRIGAÇÃO mas sim porque eu REALIZO/ENTENDO/VEJO que é o melhor para mim!

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido que a mente me apresente desculpas e justificações sob a forma de pensamentos, sentimentos, emoções e RESISTÊNCIAS para que eu NÃO escreva o blog em vez de realizar que é NESSE MOMENTO que eu devo PUXAR POR MIM para o fazer --> pois esse é o momento em que eu tenho a oportunidade em fazer a diferênça -- e desta forma estabelecer/definir o "NOVO EU" que está como e pela Vida, Um e Igual.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu tenho de PROGRAMAR em mim mesmo a disciplina, determinação, consistência e empenho em escrever o Blog --> Que é o mesmo que dizer que eu é necessário que eu PROGRAME em mim mesmo a disciplina, determinação, consistência e empenho na Realização/Criação de Quem eu Realmente Sou como Vida, Um e Igual.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido fazer o oposto daquilo que sei perfeitamente ser o que é melhor para mim em vez de realizar que ao eu só o faço se permitir que a mente (e a sua polaridade) me controle/domine/manipule com experiências energéticas (os pensamentos, sentimentos, emoções e resistências)

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido deixar para amanha aquilo que eu REALIZO/VEJO/ENTENDO ser o melhor para mim.

EU perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu necessito de um número X de dias para me corrigir por completo -- e por cada dia que eu "deixar para amanhã" é mais um dia a adicionar a esse X número de dias -- assim sendo eu dedico-me a garantir que faço que máximo que posso cada dia de forma a garantir que a minha "caminhada para a VIDA" não seja ainda mais longa -- por quanto mais longa for a caminhada, mais consequência (dor) terei de experiênciar --> e isto é algo que eu já dei provas a mim mesmo vezes sem conta...

Eu dedico-me a criar em mim mesmo uma consistência diária em me auto-corrigir --> uma consistência diária em a cada dia que passa fazer tudo o que posso para me tornar uma melhor versão de mim mesmo.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket