20 de junho de 2013

Dia 201 - Paranoia: Socialismo e Comunismo - PARTE 1

20 de junho de 2013

Definição de Paranoia na Wikipedia:
"A Paranoia é um processo de pensamento que se acredita ser imensamente influenciado por anxiedade ou medo, frequentemente até ao ponto de irracionalidade e delírio.
O pensamento Paranoico inclui, tipicamente, crenças de preseguição, ou crenças de conspiração relacionadas com uma percepção de ameaça contra o próprio. (ex: "Eles estão à minha caça.")
Fazer falsas acusações e uma desconfiança geral pelos outros é também acompanhada pela paranoia. Por exemplo, um incidente que a maioria das pessoas veria como acidente ou coincidência, uma pessoa paranoica acredita ser intencional.

História

A palavra "Paranoia" vem do Grego παράνοια (paranoia), "loucura".
O termo foi inicialmente usado para descrever uma doença mental na qual uma crença delirante é a característica dominante.
Nesta definição, a crença não tem de ser baseada na "preseguição" para ser classificada como "paranoica" - portanto, qualquer número de crenças delirantes podem ser classificadas como paranoia. Por exemplo, uma pessoa que sómente tem a crença delirante de que é uma figura religiosa importante seria classificada por Kraepelin como possuindo "paranoia pura".
(...)
Mesmo nos tempos que decorrem, um delírio não necessita ser "suspeitoso" ou fundado em "medo" para ser classificado como "paranoico".
Uma pessoa pode ser diagnosticada como "paranoico esquitzofrénico" sem possuir delírios de "preseguição", simplesmente porque os seus delírios referem-se sobretudo a si mesmos."


Existem uns pontos que quero salientar para demonstar mais eficazmente como existe uma tremenda paranoia relacionada com o Socialismo e Comunismo:

"A paranoia é um processo de pensamento (...)"

"A paranoia é um processo de pensamento imensamente influenciado por anxiedade ou medo, frequentemente ao ponto de irracionalidade e delílio"

"(...) qualquer número de crenças delirantes podem ser classificadas como paranoia"

"Uma pessoa pode ser diagnosticada como "paranoico esquizofrénico" (...) simplemente porque os seus delírios referem-se sobretudo a si mesmos"

Para trazer ainda mais claridade ao assunto quero também aqui deixar a definição de "delírio":
"Um delírio (às vezes denominado delusão) é caracterizado por crenças mal fundamentadas fortemente enraizadas na vida de uma pessoa e que causem prejuízo significativo para si mesmo ou para outros."

Definição psiquiátrica de "delírio":
"Uma falsa crença baseada em inferência incorreta sobre a realidade externa que é sustentada com firmeza (...) apesar do que se constitui em prova incontroversa e óbvia de evidência em contrário."


Definição e História do Socialismo (wikipedia):

Socialismo refere-se a qualquer uma das várias teorias de organização econômica, advogando a administração, e a propriedade pública ou coletiva dos meios de produção, e distribuição de bens e de uma sociedade caracterizada pela igualdade de oportunidades/meios para todos os indivíduos, com um método mais igualitário de compensação1 . O socialismo moderno surgiu no final do século XVIII tendo origem na classe intelectual e nos movimentos políticos da classe trabalhadora que criticavam os efeitos da industrialização e da sociedade sobre a propriedade privada. Karl Marx afirmava que o socialismo seria alcançado através da luta de classes e de uma revolução do proletariado, tornando-se a fase de transição do capitalismo para ocomunismo2 3 .
 
O socialismo não é uma filosofia de doutrina e programa fixos; seus ramos defendem um certo grau de intervencionismo social e racionalização económica (geralmente sob a forma de planejamento económico), às vezes opostos entre si. Uma característica da divisão do movimento socialista é a divisão entre reformistas e revolucionários sobre como uma economia socialista deveria ser estabelecida. Alguns socialistas defendem a nacionalização completa dos meios de produção, distribuição e troca, outros defendem o controle estatal do capital no âmbito de umaeconomia de mercado.

Socialistas inspirados no modelo soviético de desenvolvimento econômico têm defendido a criação de economias de planejamento central dirigido por um Estado que controla todos os meios de produção. Sociais democratas propõem a nacionalização seletiva das principais indústrias nacionais nas economias mistas, mantendo a propriedade privada do capital da empresa e de empresas privadas. Sociais democratas também promovem programas sociais financiados pelos impostos e regulação dos mercados. Muitos democratas sociais, especialmente nos estados de bem-estar europeus, referem-se a si mesmos como socialistas. O socialismo libertário (incluindo o anarquismo social e o marxismo libertário) rejeita o controle estatal e de propriedade da economia e defende a propriedade coletiva direta dos meios de produção através de conselhos cooperativos de trabalhadores e da democracia local de trabalho.

O socialismo moderno se originou no século XVIII em movimentos políticos intelectuais e da classe trabalhadora, criticando os efeitos da industrialização e da propriedade privada na sociedade. Os socialistas utópicos, incluindo Robert Owen (1771-1858), tentaram encontrar formas de criar comunas auto-sustentáveis por secessão de uma sociedade capitalista. Henri de Saint Simon(1760-1825), o primeiro a utilizar o termo socialismo, foi o pensador original que defendia a tecnocracia e o planejamento industrial.7 Os primeiros socialistas previram um mundo melhor, através da mobilização de tecnologia e combinando-a com uma melhor organização social. Os primeiros pensadores socialistas tendem a favorecer uma autêntica meritocracia combinada com planejamento social racional, enquanto muitos socialistas modernos têm uma abordagem mais igualitária.
Vladimir Lenin, com base em ideias de Karl Marx, de "baixa" e "alta" fases do socialismo,8 definiu o "socialismo" como uma fase de transição entre o capitalismo e o comunismo.9


Definição e História de Comunismo (wikipedia):

comunismo (do latim communis - comum, universal) é uma ideologia política e socioeconômica, que pretende promover o estabelecimento de umasociedade igualitáriasem classes sociais apátrida, baseada na propriedade comum e no controle dos meios de produção e da propriedade em geral.1 23 Karl Marx postulou que o comunismo seria a fase final na sociedade humana, o que seria alcançado através de uma revolução proletária. O "comunismo puro", no sentido marxista refere-se a uma sociedade sem classes, sem Estado e livre de opressão, onde as decisões sobre o que produzir e quais as políticas devem prosseguir são tomadas democraticamente, permitindo que cada membro da sociedade possa participar do processo decisório, tanto na esfera política e econômica da vida.
Como uma ideologia política, o comunismo é geralmente considerado como a etapa final do socialismo, um grupo amplo de filosofias econômicas e políticas que recorrem a vários movimentos políticos e intelectuais com origens nos trabalhos de teóricos da Revolução Industrial e da Revolução Francesa.2 O comunismo pode-se dizer que é o contrário do capitalismo, oferecendo uma alternativa para os problemas da economia de mercadocapitalista e do legado do imperialismo e do nacionalismo. Marx afirma que a única maneira de resolver esses problemas seria pela classe trabalhadora(proletariado), que, segundo Marx, são os principais produtores de riqueza na sociedade e são explorados pelos capitalistas de classe (burguesia), para substituir a burguesia, a fim de estabelecer uma sociedade livre, sem classes ou divisões raciais.2 As formas dominantes de comunismo, como oLeninismo e o Maoísmo são baseadas no Marxismo, embora cada uma dessas formas tenha modificado as ideias originais, mas versões não-marxistas do comunismo (como Comunismo Cristão anarco-comunismo) também existem.
Karl Marx nunca forneceu uma descrição detalhada de como o comunismo poderia funcionar como um sistema econômico (tal foi feito por Lenine)4 , mas subentende-se que uma economia comunista consistiria de propriedade comum dos meios de produção, culminando com a negação do conceito de propriedade privada do capital, que se refere aos meios de produção, na terminologia marxista. No uso moderno, o comunismo é muitas vezes usado para se referir ao Bolchevismo, na Rússia. Como um movimento político, o sistema comunista teve governos, em regra, com uma preocupação de fundo para com o bem-estar do proletariado5 , segundo o princípio "de cada um segundo as suas capacidades, a cada um segundo as suas necessidades"6 .
As doutrinas comunistas mais antigas, anteriores à Revolução Industrial, punham toda ênfase nos aspectos distributivistas, colocando a igualdade social, isto é, a abolição das classes e estamentos, como o objetivo supremo. Com Karl Heinrich Marx (1818-1883) e Friedrich Engels (1820-1895), fundadores do chamado "socialismo científico", a ênfase deslocou-se para a plena satisfação das necessidades humanas, possibilitada pelo desenvolvimento tecnológico: mediante a elevação da produtividade do trabalho humano, a tecnologia proporcionaria ampla abundância de bens, cuja distribuição poderia deixar de ser antagônica, realizando-se a igualdade numa situação de bem-estar geral.

PROBLEMA:

Existem 3 dimensões de paranoia relacionadas com o Socialismo e com o Comunismo. A primeira dimensão é a paranoia destas ideologias políticas e económicas na sua semantica. A segunda dimensão é a paranoia das mesmas no contexto prático e actual. A terceira dimensão é a paranoia nas mentes das pessoas em relação a estas ideologias, em particular em relação ao comunismo.

Começemos pela Primeira Dimensão.
Esta é extremamente subtil, mas é esta mesma que tem garantido que nem o Socialismo nem o Comunismo se tenham estabelecido como soluções. O Problema reside no facto que  não existe qualquer valor atribuído à Vida. O mesmo se passa no capitalismo: Atribui-se um valor aos recursos da Terra, aos processos de manufactura e aos serviços (de distribuição) mas descarta-se por completo o elemento essencial que, na verdade, é o que determina estes valores: A VIDA Humana!

Valorizar factores externos à Vida e esperar que o resultado seja o bem estar da Vida é irracional: É um delírio que só acaba por causar danos à Vida como podemos constatar pelo estado em que o mundo está.

Assim sendo, por definição, nem o Socialismo nem o Comunismo nunca irão verdadeiramente produzir uma sociedade igualitária porque os membros dessa mesma sociedade não é valorizada de Igual forma -- a Vida de cada um não é valorizada de igual forma.

Também é por definição que vemos que mesmo numa sociedade sem classes (que é um dos objectivos do comunismo) existe desigualdade.

Um outro ponto que quero salientar é que tanto no Socialismo como no Comunismo existem várias correntes de pensamento, várias teorias. Isto em si é Paranoia porque nós todos existimos NUMA SÓ Realidade -- Realidade esta que que tem regras bem definidas que estipulam uma interação consistente entre todos os elementos desta mesma realidade. O ser humano é um destes elementos, e a Realidade da existência Humana consiste na necessidade que temos de respirar, de comer, de dormir, de defecar, de urinar e de reproduzir. Estas são necessidades físiológicas do corpo humano que determinam a nossa existência e que, por sua vez, devem de ser tidas em conta na criação e implementação de qualquer sistema socio-económico.  Assim sendo se vê que só pode existir UM ÚNICO sistema socio-económico que possa ser considerado O MELHOR. Só há sempre UMA MELHOR FORMA de fazer as coisas -- todas as outras formas ficarão aquém das expectativas...

Neste contexto é preciso ter noção que Aquilo que É Melhor para Todos NÃO é uma Opinião! Aquilo que É Melhor para Todos é algo Mensurável de acordo com princípios matemáticos. Assim sendo, O MELHOR SISTEMA que podemos CRIAR de forma a garantir que Toda a Vida na Terra tem uma Igual Possibilidade de atingir o seu potencial máximo não é Nunca uma teoria/opinião/perspectiva/crença/ideia.


Este Sistema de perfeição absoluta pode-se resumir numa única frase que, infelizmente, nunca foi posta em prática: Dá aos outros aquilo que gostavas de receber.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket