10 de julho de 2013

Dia 214 - Paranoia: Celebridades, Oscares, Grammys, Globos de Ouro etc...

10 de julho de 2013
techno tutor desteni technotutor perdao consciencia mente Definição de Paranoia na Wikipedia:
"A Paranoia é um processo de pensamento que se acredita ser imensamente influenciado por anxiedade ou medo, frequentemente até ao ponto de irracionalidade e delírio.
O pensamento Paranoico inclui, tipicamente, crenças de preseguição, ou crenças de conspiração relacionadas com uma percepção de ameaça contra o próprio. (ex: "Eles estão à minha caça.")
Fazer falsas acusações e uma desconfiança geral pelos outros é também acompanhada pela paranoia. Por exemplo, um incidente que a maioria das pessoas veria como acidente ou coincidência, uma pessoa paranoica acredita ser intencional.

História

A palavra "Paranoia" vem do Grego παράνοια (paranoia), "loucura".
O termo foi inicialmente usado para descrever uma doença mental na qual uma crença delirante é a característica dominante.
Nesta definição, a crença não tem de ser baseada na "preseguição" para ser classificada como "paranoica" - portanto, qualquer número de crenças delirantes podem ser classificadas como paranoia. Por exemplo, uma pessoa que sómente tem a crença delirante de que é uma figura religiosa importante seria classificada por Kraepelin como possuindo "paranoia pura".
(...)Mesmo nos tempos que decorrem, um delírio não necessita ser "suspeitoso" ou fundado em "medo" para ser classificado como "paranoico".
Uma pessoa pode ser diagnosticada como "paranoico esquitzofrénico" sem possuir delírios de "preseguição", simplesmente porque os seus delírios referem-se sobretudo a si mesmos."

Existem uns pontos que quero salientar para demonstar mais eficazmente como as existência de Celebridades, os Oscares, os Grammyes, os Globos de Ouro )etc) são na verdade Paranoia:

"A paranoia é um processo de pensamento (...)"

"A paranoia é um processo de pensamento imensamente influenciado por anxiedade ou medo, frequentemente ao ponto de irracionalidade e delílio"

"(...) qualquer número de crenças delirantes podem ser classificadas como paranoia"

"Uma pessoa pode ser diagnosticada como "paranoico esquizofrénico" (...) simplemente porque os seus delírios referem-se sobretudo a si mesmos"

Para trazer ainda mais claridade ao assunto quero também aqui deixar a definição de "delírio":
"Um delírio (às vezes denominado delusão) é caracterizado por crenças mal fundamentadas fortemente enraizadas na vida de uma pessoa e que causem prejuízo significativo para si mesmo ou para outros."

Definição psiquiátrica de "delírio":
"Uma falsa crença baseada em inferência incorreta sobre a realidade externa que é sustentada com firmeza (...) apesar do que se constitui em prova incontroversa e óbvia de evidência em contrário."

PROBLEMA:

No seguimento da Paranoia dos Prémios Nobel temos a Paranoia dos Óscares, Globos de Ouro, Grammys e todos os outros prémios -- assim como a Paranoia das Celebridades

Primeiro que tudo é preciso ver que todos estes prémios só servem para gerar publicidade às industrias para fazerem mais dinheiro e para estimular ainda mais as mentes do público com desejos e fantasias da existência de seres humanos que aparentemente são "especiais" -- e como tal fazem crer às pessoas que é possível e desejável ser-se "especial".

techno tutor desteni technotutor perdao consciencia menteA entrega dos prémios é mais um dia de Entretenimento no qual milhões de pessoas mais uma vez se subjugam àquilo que o sistema impõe -- o que faz com que cada vez mais as coisas sejam aceites como elas são. O facto de que estes eventos não passam de um absoluto Delírio Colectivo parece não ser motivo para qualquer tipo de estudo psicológico -- o que em si coloca em causa toda a credibilidade da Psicologia que se pratica hoje em dia.

Se há uns anos os Gladiadores eram entretenimento, hoje em dia temos estes eventos e as "celebridades" como os "bobos da corte" da "plebe" que se apresentam como uma distracção daquilo que se passa na Terra: Fazem parecer que tudo está bem, que a vida é cheia de cor e alegria, uma animação a toda a hora e que deve ser fantástico ser um "bobo da corte", pois estes são capazes de fazer "malabarismo" e "pinos" etc... E quem não quer ser "abilidoso" e "adorado" como eles são?
techno tutor desteni technotutor perdao consciencia menteAssim como os Romanos foram sujeitos a uma lavagem cerebral de forma a aceitarem os Gladiadores como "Normal", hoje em dia toda a população também aceita as celebridades como "Normal" e como "exemplos de sucesso" - e como tal são vistos como "exemplos a seguir": "Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?"

Quem é que não quer ser famoso?
Quem é que não quer ser uma estrela de cinema, da musica ou do desporto?

E porque é que queremos sê-lo? Porque isso significa uma coisa a cima de tudo: DINHEIRO!
Isto parece não ser problema nenhum, certo? Mas a realidade é que queremos ser famosos para termos muito dinheiro porque isso possibilita a concretização dos nossos maiores sonhos, apesar de muitos se tentarem convencer do contrário -- o que em si é também mais uma forma de aceitar o sistema como ele existe e nada fazer para o mudar.

É um mundo "engraçado": Por um lado temos pessoas que são adoradas -- até mesmo veneradas. Por outro lado temos pessoas que são completamente ignoradas, ao ponto de morrerem de fome. Aceitar isto é obviamente Paranoia. Fomos todos vítimas de uma lavagem cerebral -- e uma das coisas mais difíceis de fazer é reconhece-lo, porque se o fizermos não temos escolha a não ser mudar -- e não queremos mudar porque pensamos que ao fazê-lo estamos a "perder" uma parte de "quem nós somos". O facto que essa "parte de nós" não passa de uma ilusão parece não ser motivo suficiente para irmos para além da lavagem cerebral... Parece que as coisas mais difíceis de nos vermos livre são aquelas que nem sequer realmente existem...

techno tutor desteni technotutor perdao consciencia menteAs fãs do Justin Bieber, por exemplo, reflectem o extremo desta Paranoia. Recentemente vi um video no youtube que demonstra claramente o nível de Paranoia existente na veneração de indivídos -- e o mesmo se aplica até mesmo ao Papa, uma das maiores celebridades no mundo.
No video algumas fãns são questionadas sobre o "facto" das "pessoas" estarem zangadas porque o Justin Bieber colocou "pneus feitos de pele de foca bebé" no seu "Bentley" (tudo mentira!) -- e as fãns dizem que as pessoas deviam de "deixá-lo em paz" porque ele é o "Justin Bieber" e como tal ele pode "fazer o que quizer".
A forma como as raparigas gritam e choram é obviamente um indicador de uma disfunção psicológica que deve de ser tratada --- mas ninguém parece ter interesse em fazê-lo porque, no fim de contas, muito dinheiro é feito à conta desta Paranoia.

O mesmo se passa com todas as outras celebridades -- e as centenas (senão milhares!) de revistas que saiem todas as semanas em todo o mundo com fotos "deste" e "daquela", e onde é que estiveram, e com quem, e a fazer o quê, e que vestido tinha, e que creme é que usou, e o que é que bebeu, e quem é que fodeu... Tudo uma Paranoia.

É mais fácil ler e perceber as revistas de cusquisse do que ler e estudar economia e política para ver se JUNTOS chegamos a um consenso (com-senso) sobre a melhor forma de garantir que o sistema socio-económico que define e rege as nossas vidas seja o reflexo daquilo que é melhor para todos.
É mais fácil ver os Óscares, é mais fácil ver a bola, é mais fácil ouvir música que não diz absolutamente nada -- é mais fácil permanecer na ilusão por nós criada a que chamamos "ego" do que transcender-lo e participar nesta Realidade que é Comum a Todos.

SOLUÇÃO:

Em vez de darmos atenção às "vidas" dos outros para nos tentarmos esquecer das nossas "vidas" deveriamos de nos colocar a seguinte questão: Do que é que na minha "vida" eu estou a fugir? Que importância é que eu estou a colocar na "vida" das outras pessoas que eu não estou a colocar na "minha"? Porque é que eu uso a "vida" dos outros como um escape? O que é que toda esta Paranoia revela sobre quem eu me tornei?

Não existe motivo nenhum para celebrar. Enquanto houver mesmo que um ser humano a morrer de fome no mundo não há nada que possa acontecer que seja digno de ser celebrado. Como tal, não há motivo nenhum para definir ninguém como "célebre" -- ninguém é celebridade -- porque ainda não chegámos à "Idade-Célebre". Até lá só existirá a Idade-Paranoica. 

A solução é cada um tornar-se Verdadeiramente Célebre ao transcender as Paranoias que em cada um existe. Aquele que é Célebre, no verdadeiro sentido da palavra, é aquele que não requer nenhum tipo de atenção -- pois o simples acto de respirar é toda a Celebração de que necessita.

RECOMPENSA:

Quando todos nós nos tornarmos Célebres por direito próprio -- todos seremos Celebridades e Celebraremos a Vida em Unidade e Igualdade.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket