31 de julho de 2013

Dia 223 - Arrependimento como Solução

31 de julho de 2013
techno tutor desteni technotutor perdao consciencia menteEu perdoo-me por não me ter aceite e permitido utilizar o Arrependimento como uma ferramenta de mudança.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido considerar o facto que ao participar em certos pensamentos só irei criar um mim mesmo arrependimento -- pois eu sei que podia ter mudado nesse momento ao tomar uma nova direcção -- a direcção de Honestidade Própria.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que o verdadeiro e util arrependimento é aquele que me IMPEDE de agir de forma desonesta.

Eu comprometo-me a fazer uma lista de palavras e acções que até hoje tenho dito e feito e que me têm levado a ficar arrependido de forma a poder aplicar o perdão próprio a cada ponto -- e assim a me preparar para no futuro estar ciente de mim mesmo em relação a estes pontos e como tal ser capaz de utilizar o arrependimento como um "travão" para não por "colidir" e acabar sofrendo mais uma vez.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido fazer do meu passado uma fonte de ensinamento ao utilizar o arrependimento como professor daquilo que só me causa sofrimento e insatisfação.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que arrepender DEPOIS de ter feito a "asneira" é inútil. Só o arrependimento ANTES de se fazer a asneira é que é de valor pois este contêm a possibilidade de trazer uma mudança --> logo não se faz a "asneira".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que eu "aprendo uma lição" se eu utilizar o arrependimento como uma forma de voltar a repetir o "mesmo erro".

Eu comprometo-me a não esquecer aquilo que me arrependo até eu ter provado a mim mesmo de forma consistente que MUDEI verdadeiramente e que sei, baseado na prova física da minha aplicação, que não irei cometer os mesmos erros.

Eu comprometo-me a dedicar esta minha vida a explorar, entender e transcender todos os pontos que constituem a minha mente que representa a minha separação da vida de forma a chegar ao ponto em que eu possa morrer a qualquer momento sabendo que Vivi em plenitude, sabendo que não existe motivo de arrependimento -- pois eu terei a certeza que sou uma expressão de Vida, Um e Igual com Tudo e Todos.


Eu comprometo-me a realizar que o arrependimento só deixa de existir quando a minha expressão de Vida for Igual e Una com Aquilo que é melhor para todos -- e como tal eu Dedico-me e compromento-me a puxar por mim para transcender tudo aquilo que me separa da Vida como quem Eu Realmente Sou.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket