31 de julho de 2013

Dia 225 - O Diábo está no Detalhe: Mudança Detalhada

31 de julho de 2013
techno tutor desteni technotutor
No processo de mudança é imperativo que se tenha uma noção clara de que se não formos capazes de mudar "pequenas coisas" do nosso ser, é obvio que os Grandes pontos que temos a transcender tornam-se virtualmente impossiveis de se lidar.

Vejo por mim que é muito fácil olhar para "pequenos pontos" e descartá-los, como se não fossem importantes -- como se não "merecessem" consideração e tempo para ver o que é que podem mostrar sobre quem eu me tornei.

Hoje, por exemplo, estava deitado na cama com a Joana -- ambos cansados, e esta semana é a minha vez de cozinhar, por isso disse-lhe: "podes ir buscar azeite porque já não temos mais" -- e nesse momento pensei para mim mesmo: "boa, enquanto ela vai comprar o azeite eu fico aqui e posso fechar os olhos um pouquinho -- depois quando ela chegar levanto-me para fazer o jantar".
Isto é algo que eu me vejo a fazer com frequência -- é, na verdade, um padrão: só me "mexo" quando é necessário -- até lá "fico no desanso".
Enquanto estava a dizer a mim mesmo que ia ficar um pouco a descansar realizei: "eu estou sempre a fazer isto.. Se a minha intensão é realmente mudar, eu tenho de provar que o faço com estas pequenas coisas -- afinal de contas eu não cheio de sono, e posso muito bem adiantar algumas coisas fo jantar". Nesse momento levantei-me e "pus-me a mexer".

"O Diábo está no detalhe."

"Devagar se vai ao longe."

Tudo neste processo se torna mais fácil se dedicarmos o nosso tempo em mudarmos "pequenas coisas" -- pois à medida que elas acumulam e depois se tornam "novos hábitos", depois já "não custam" -- e torna-se mais fácil lidar com pontos maiores, pois já existe uma certa experiência do que significa enfrentar a mente.

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido pensar que sou capaz de resolver grandes pontos em mim em vez de realizar que se eu ainda não lidei com pontos "básicos" então é porque não estou pronto para lidar com pontos mais "avançados".

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que tentar lidar com pontos grandes antes de lidar com pontos mais pequenos só demonstram que eu não estou a ser honesto comigo mesmo -- pois estou a acreditar que sou capaz de lidar com mais do que na verdade consigo -- o que em si só demonstra que eu estou a permitir que o meu ego seja o factor desicisvo e determinante daquilo que eu penso, digo e faço -- e como tal torna-se IMPOSSIVEL de eu fazer qualquer mudança real.

Eu perdoo-me por não me ter aceite e permitido realizar que assim como que a cada momento da respiração eu me mantenho aqui vivo, é também ao lidar com pontos pequenos, passo a passo, que eu sou capaz de acumular mudanças reais que me irão preparar para enfrentar "grandes montanhas" neste "caminho para a vida".

Eu perdoo-me por me ter aceite e permitido descartar certos pontos como insignificantes ao acreditar que eu "sou mais" que esses pontos em vez de realizar que TUDO aquilo que se passa na minha cabeça é o reflexo exacto e preciso daquilo que eu tenho de considerar, analizar e entender para que eu possa depois trancender -- e a prova da transcendência resida na não re-ocorrência dos pensamentos.

Eu compromento-me a lidar com todos os pontos que eu me torne ciente MESMO QUE aparentemente sejam "insignificantes" -- pois eu realizo que se não fossem relevantes eles não se manifestariam.

Eu compromento-me a tomar responsabilidade mim Próprio -- e este "Próprio" não só é quem eu Realmente Sou como Vida mas também TODAS as personagem e personalidades que ainda constituem "quem eu sou" em separação da VIDA.

Eu comprometo-me a trabalhar pontos pequenos, aos poucos -- sabendo que é através da acumulação de pequenas mudanças que eu depois irei "olhar para trás" e ver uma "grande mudança" em mim.

Eu comprometo-me a ser honesto comigo mesmo ao não ignorar os pequenos pontos/pensamentos pois eu realizo que é ao liar com estes que eu enfrento TODA a verdade de mim mesmo, ao promenor -- e como tal serei capaz de me conhecer verdadeiramente e deste ponto de partida serei capaz de realmente mudar.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket