28 de agosto de 2013

Dia 233 - Enfrentando a Morte: Ainda Estou/Sou Aqui

28 de agosto de 2013 0
desteni technotutor techno tutorAconteça o que acontecer, eu Estarei e Serei sempre Aqui.

O meu primeiro contacto com a morte que me recordo foi a do meu piriquito chamado Sino. A Tweety, suposta namorada, atacou-o, ferindo-o mortalmente. Ele acabou por morrer na minha mão. Lembro-me bem do momento do seu último suspiro.
Ele morreu - mas eu Aqui permaneci. Eu ainda Aqui estava. Eu ainda Aqui era.
Eu tinha cerca de 10 ou 11 anos.

O meu cão, Pastor, morreu ontem - mas eu ainda Aqui estou/sou.

Um dia o meu pai e a minha mãe irão morrer, provavelmente primeiro que eu, e se assim for eu Aqui continuarei.

Um dia a minha irmã morrerá - e se for primeiro que eu, eu Aqui continuarei.

Um dia a minha esposa morrerá - e se for primeiro que eu, eu Aqui continuarei.

Isto é fascinante, porque apesar do apego e relacionamentos que se formam, quando qualquer familiar ou amigo morre, nós continuamos Aqui.
Logo, a questão coloca-se: Será que o relacionamento/apego que criamos com outra pessoa é realmente Quem Nós Somos?
Não.
Morre a pessoa, morre o relacionamento --> mas eu continuo Aqui.

Eu estarei Sempre comigo, Aqui. Não há nada que altere isso.

O meu cão morreu -- e quando chegou a altura de chorar, chorei bem. Mas depois, no silêncio, realizei: Eu ainda estou/sou Aqui.

Para sempre eu me terei a mim mesmo.

Logo, é essêncial que eu estabeleça por mim mesmo uma estabilidade e uma paz em mim mesmo de forma a que eu seja capaz de lidar com todos os eventuais eventos que ocorrerão.

Isto é tudo o que eu posso fazer por mim mesmo. É o mínimo que eu posso fazer por mim mesmo -- pois aconteça o que acontecer eu estarei/serei Sempre AQUI comigo mesmo, e como tal terei sempre de lidar comigo mesmo e com aquilo que experiêncio -- mais ninguém o fará por mim. Esta é a responsabilidade que cada um tem para consigo mesmo.

Eu estarei Sempre Aqui -- aconteça o que acontecer.

A questão que se coloca é: Quem é que eu DECIDO SER AQUI a cada Momento?
Um escravo de energias? (relacionamentos)

Ou um Ser verdadeiramente LIVRE? --> capaz de amar incondicionalmente e capaz de fazer paz com o passado de forma incondicional e "seguir em frente".

26 de agosto de 2013

Dia 232 - O Meu Cão Morreu

26 de agosto de 2013 0
(blog escrito no dia 21 de Agosto 2013) 
desteni technotutor techno tutor
Há 10 dias atrás morreu o Bernard - um amigo que fez por mim e pelo mundo mais do que quaisquer palavras possam descrever.
Hoje, 10 dias depois, morreu o meu cão, Pastor.

Todos os anos, por esta altura, eu, o meu pai, a minha mãe, a minha irmã e o Pastor fazemos uma viagem de Lisboa para o Caramulo para passarmos uns dias na casa da minha avó.

O Pastor nunca gostou de andar de carro: fica sempre um pouco stressado, a arfar a viagem toda. Ontem, durante a viagem, foi um dia de muito calor (40 graus a certa altura) -- e o Pastor, tendo 11 anos, passou muito mal, principalmente na última meia hora até chegar a Seia.

Eu estava em Seia já há uns dias, e o plano era os meus pais irem-me lá buscar e depois seguiamos viagem para o Caramulo.

Quando nos encontrámos em Seia disseram-me: "O Pastor não está nada bem".

Nunca o tinha visto naquele estado: Deitado de lado na mala da carrinha, com a boca aberta, com a lingua a tocar no chão e a arfar imenso. Sentia-se que estava quente, e era claro que estava em sofrimento. Segundo a minha irmã, ele só ficou assim durante os últimos 30 minutos da viagem - até então estava normal.

Tirámo-lo da mala, molhámo-lo para tentar arrefecer, mas continuava na mesma: não se levantava, nem se mexia - somente os olhos.

Felizmente havia um veterinário por perto. Levámo-lo para lá e com oxigénio, soro e gelo conseguimos estabilizar a sua respiração e temperatura (estava com 42 graus de febre inicialmente).
Mesmo estabilizado não se queria mexer -- só mexia a cabeça e os olhos. Parecia que estava cheio de sono. Ele normalmente dormia durante a tarde, e durante a viagem não dormiu nada. Pensámos que quisesse dormir -- tanto que se colocou na sua posição de dormir.

Decidimos deixá-lo no veterinário para não arriscarmos no resto da viagem, pois não queriamos que acontecesse o mesmo.

A doutora que o acompanhou desde o início esteve com ele praticamente a noite toda e disse que ele se manteve na mesma: calmo, mas sem dormir. Fez diarreia até que depois as fezes saiam já com sangue. Morreu de manhã. A autósia revelou que morreu de coagolação intestinal dissiminada. Segundo a doutora, devido ao stress, ansiedade e as temperaturas elevadas desencadeou este processo que posteriormente levou a uma paragem respiratória e cardiovascular.

É triste. Fico triste quando penso que não vou poder brincar e passear mais com ele.

A morte dele representa a morte de uma parte de felicidade em mim.
Esta frase revela muito...

Todas as mortes de pessoas ou animais com os quais criámos um relacionamento revelam sempre o tipo de relacionamento que com elas tinhamos e, como consequência, a morte desse relacionamento.

É isto que por sua vez revela o "vazio" que sentimos: com a morte da pessoa/animal morre também o relacionamento e como tal revela-se o "vazio".

O "vazio" que sinto é um vazio de felicidade -- era isso que o Pastor era para mim: Um "pilar de felicidade" na minha vida.

Hoje sou menos feliz -- e vejo que só eu posso criar para mim mesmo essa felicidade que ele representava.

Para além das lições de paciência, calma, partilha, apoio (etc) enquanto vivo -- a maior lição que ele me deu foi quando morreu: A lição de que eu tenho de ser feliz por mim mesmo, sózinho. Se a minha felicidade está dependente de factores externos (tais como relacionamentos com pessoas, animais, bens materiais etc...) então a minha felicidade pode a qualquer momento ser desestabilizada.
Muitos verão o que eu disse como algo "egoista", como se "eu não tivesse coração" ou "sentimentos". Mas então eu pergunto: Como podem os sentimentos por certas pessoas/animais serem válidos quando  esses mesmos sentimentos não são capazes de serem partilhados por Todas as pessoas/animais? Se não formos capazes de amar todas as pessoas/animais, como pode o amor que se sente por um numero limitado de pessoas/animais ser válido? Porque é que aceitamos que o amor que dizemos ter/sentir seja limitado?
Não será que o Amor Real deva ser algo incondicional e ilimidado?
Querer/desejar que uma certa pessoa/animal faça parte da nossa vida para que "sejamos felizes" não é na verdade algo egoista? "Pode acontecer a pior das atrocidades a todas as pessoas/animais, excepto à minha família e amigos, pois se acontecer, eu fico na merda." --> não será isto verdadeiro egoismo?

Eu não escrevo este blog para "afogar as minhas mágoas": Isso era permitir que a sua morte fosse em vão.

A morte dele poderia ter sido evitada se a viagem não tivesse tido lugar -- desta perspectiva foi uma "morte estúpida". Apesar da idade, ele estava bem de saúde.

Mas agora vejamos: quantas mais mortes de pessoas (já para não falar de animais) são "estúpidas"?

O Pastor morreu. É triste para mim e para a minha família.
E os milhões de pessoas que também hoje morreram de fome? E de saneamento inadequado? Mais Estúpido que estas mortes não há. Ninguém diria que o Pastor se iria dar mal nesta viágem, pois todos os anos a fazemos e ele sempre se deu bem.
Por outro lado todos nós sabemos que sem nutrição adequada o resultado é a morte.
Esta "morte estúpida" do Pastor mais uma vez mostra-me como todos os dias permitimos que se dêem "mortes estúpidas".

A tristeza que eu sinto devido à sua morte repete-se todos os dias nos país e familiares das crianças que todos os dias morrem de "mortes estúpidas". Lá por eu não sentir nada por essas crianças para além de pena (porque não existe qualquer relacionamento/apego por essas crianças) não quer dizer que as suas mortes sejam "insignificantes".

Porque é que permitimos que estas "mortes estúpidas" tenham lugar?
Porque é que ficamos tão tristes quando um familiar/amigo morre mas no entanto é-nos indiferente quando milhões de "estranhos" todos os dias morrem? Porque é que não estamos a colocar estas questões óbvias?

Não será isto verdadeiro egoismo? Sim, porque só quando o nosso mundo muda é que sofremos.

Se a morte do Pastor só me deixar triste, então a sua morte terá sido em vão.

Se a sua morte me der força para eu criar a felicidade que me falta e, principalmente, se me der a força para me dedicar "de corpo e alma" a este processo de criar um Mundo Melhor para Todos no qual as "mortes estúpidas " não ocorrem --> então sim, a sua morte não terá sido em vão.


Obrigado Pastor -- pela tua companhia e principalmente por aquilo que me ensinaste e me fizeste ver.

15 de agosto de 2013

Day 231 - The Man that Changed Existence: Bernard Poolman

15 de agosto de 2013 0
desteni technotutor techno tutorThe Greatest Man to have ever walked the Earth has died.

Bernard Poolman was decleared dead on August 11th 2013 at 2.50AM S.A Time - his heart stopped.

He would never claim to be "the Greatest Man to have walked the Earth" - in fact, he once told me in a moment we shared alone inside the car: "I am just a piece of dirt, talking dirt. Bernard does not exist".

The reality is that in a world where Absolute Self-Honesty, Commitment and Dedication to Life is simply nonexistent, Bernard - as the Living Human Expression of such - becomes, by definition, the Greatest Man to have walked the Earth. Forget about Buddha, forget about Lao... forget even Jesus: What Bernard has achieved in his last Life Time will echo till the end of Time. Everyone that has ever walked this Earth is dwarfed by his achievement - yet, if you read his writings and hear his recordings it is clear that his "only desire" is that We All go "Super Nova" and explode in an unconditional Expression of Equal Life - and thus join him in "his greatness". That was his Life commitment, and he died precisely doing so. (interviews explaining what happened will be online soon).
What makes Bernard the "Greatest Man to have walked the Earth" is simply one thing:The Principle that he stood for and as and Lived fully --> Equality and Oneness as All as Life. This is what I am calling "his achievement", this is the "greatness" point that he has established for himself and lived fully: THE PRINCIPLE. That is why "Bernard" did not exist -- only the Principle of Equality and Oneness as What is Best for All Life. That is why he was only "a piece of talking dirt": A Principle Based Living "piece of dirt".

I am one of the very few luckiest people that had the opportunity to meet this "Piece of Talking Earth".
I meet him on the 5th of April 2012. He and Esteni received me and Joana at the Kings Shaka Airport in Durban, S.A. It was a hot day. He was sitting down with Esteni having a coffee in the airport cafe outside, and when he saw us he got up and gave each of us a hug. Last time I was in his presence was on the day I left the farm, the 4th of May 2012. We hugged. I said to him "thank you so much for everything". In Humbleness he nodded his head and his last words to me were: "Make the Best".

When I read the first message that was sent to the group saying that Bernard had died I did not want to believe it. I felt the energy rush on my solar plexus right away. I was in denial, hopping it was a "test". At the same time it all seemed too real and therefore I was also in shock: I spoke to Leila (she lives on the Farm) on skype and she confirmed it. I felt like crying, and a few tears came down. It was clear to me that this would not change what we, Destonians, are doing as a group. If anything it actually has made me stronger: my resolve and commitment to this process is greater. Bernard's death to me is like the death of a Father: Now I am in this world alone with "his shoes to fill". His death revealed a void within me that only I can fill: He stood as the Living Example of Self-Honesty; The Living Example of Lived Self-Forgiveness -- in essence, the Living Example of LIFE. Now that he is gone it is clear to me that only I can become my own example of Self-Honesty; my own example of Lived Self-Forgiveness -- in essence, the Living Example of LIFE -- for MYSELF first, and thus everyone else. I realized that I have placed the responsibility for Change on Bernard, and now that he is dead I can see how it is up to me, first, to Change Myself: Stand within and as the Same Principle he stood for and as: What is Best for All Life as Equality and Oneness.

desteni technotutor techno tutorHis Death is his Ultimate Teaching to me. My world is not the same anymore: It is not the same because it seems like for the first time I can see that only I can walk my Process, only I can change myself, only I can establish my Self-Honesty. In a way, now that he is dead, these is a sense of "freedom" that has emerged within me: This only means that I recognize the responsibility I have toward myself to set myself free. I can see now how I was hopping he would do that for me -- now I see that it is Entirely up to me. 

I wish everyone in the world could have met him for at least one day -- poor guy, he would have to grow very old...
In one day he would change your world for ever - you would not be the same anymore: With words he would have you see and consider things that you had never before seen and considered, and within it he would help you come closer to the realization of Who You Really Are as Life. I spent 30 days in his presence, and for that I am one of the luckiest persons on this Earth.

When Bernard was talking directly to me about points relevant to Who I have become in separation of Life, it was as if he was looking into the "depths of my being": It was like he was inside me, knowing ALL of me, and with every single word he spoke he would "pierce my heart" with "arrows of awareness, self-honesty and common sense" to make me See what is real: What it is that I am doing to myself and how I can bring myself back to Reality. It was like looking into the Mirror of Truth. How many people, dead or alive, in this world could/can do this? No one else. So you see, what his daughter Cerise said about him could not be more exact: "Now he is dead, and the world is poorer for it."

Jesus's second coming came as Bernard: He took on himself the task of becoming Jesus's Living Message of Forgiveness, "Love thy neighbor as thyself" and "Investigate all things and keep what is good". He has done this to the ultimate degree, and within it he has changed Existence forever.

He has changed my Existence in an inconceivable way. Those who have been in his presence and received his support can adhere to this, as well as all of those that have dared themselves to hear his words and apply his message.

We, Destonians, are his Disciples.
Unfortunately this word ("disciples") has been misunderstood throughout the ages, and as a consequence all that we have ever had is "Jesus's believers". The so called "Jesus's disciples" were just "Jesus's believers": They believed in Jesus, but they did not have the Discipline to live his message, they did not in fact followed his footsteps and thus did not become Equal to Jesus.

Bernard is the only Disciple Jesus ever had - and we, Destonians, are his Disciples: We will walk on his footsteps, we will walk the same process he walked. He is dead but he lives in all of those that commit to risk everything to create a World Best for All -- in his words, "what is the point of this life if nothing of it continues after death?"

He is dead but all of him still continues as the Desteni Message and the Destonians.
He changed my existence - and every other Destonian's. Together we will change existence -- we will change this world. This process of change has been documented for years and it will still be documented, everyday, online, for all to see. We, Destonians, stand as The Solution as we become the Living Words of Equality and Oneness as Life, as Bernard was / as the words Bernard Lived / as the words spoken by Bernard.

desteni technotutor techno tutor
Bernard with the dogs, jeans, a warm shirt
he used often and leather boots
Bernard, the "piece of dirt", was a gentle man. He was always surrounded by dogs. He would care for the well-being of all at the farm. He was the one that went shopping for food. He would feed the dogs, give them water. He would always make sure that the big kettle always had water to prepare coffee. One day, when he arrived from shopping, he sat at the table outside to play a card game with a new French press coffemaker and said: "ahah, now we are ready". He loved his coffee, and he had the funniest practical jokes. One day my internet connection wasn't good on my laptop, so I sat with Bernard in his room for the group chat we were having. He would type slowly, using the middle finger of each hand. He wrote something, pressed enter and when he read it he realized there was a typo and he said "oh, fuck!" - and then in a manner of "letting go" he said "oh well" while shaking his head and hand. In the mornings he would come outside still in his white robe, with a cup of coffee in his hand and barefoot. He was always using either jeans or shorts if it was too hot. He would always use the same kind of shirt and he always used the same leather boots that seemed quite old -- he said to me: "these (boots) are the best. You buy them one time, and they last forever". 

He was always very consistent in his movement, whether he was walking, preparing coffee, putting wood in the fire, eating, opening and closing cupboards, petting the dogs... I used to spend a lot of time in the house where he slept (outside and inside) and many times he would look at me and say "What's up, Joao?" -- the only thing I wanted was that he started to speak, about anything and everything: "Tell me something that will support me" is what I used to think for myself -- and many times he did. I have quite a few recordings that I made with my phone, PC and voice recorder, and some will be shared soon for all to hear what he was like when he was not doing any specific interview. In one of the conversations we had alone he was telling me about certain events that took place in his life, and I started laughing, as I thought to myself "it is the same thing with me", and he said "yes, it is the same shit you have". Once he said to me "You are the Portuguese version of me, it's fascinating" - that was nice to hear that, because if he was able to transcend his limitation, I must also be able to do it -- and if I can do it, everyone can also do it. Many times I was the last person leaving the house where he slept, and I was fortunate to have had one on one conversations with him. 
desteni technotutor techno tutor
The main house of the Farm, viewed from my room

I always wished those conversations would last longer, but when it was 3am and I had to be up at 7am to care for the horses, I had to sleep... But if he had stayed up talking to me, I would have stayed up and listen to every word he had to say. It might not seem like it, but he could be very softly spoken, almost like whispering. I could hear him talk for hours. Some people cannot stand his voice (too much honesty in his words?) -- but to me his voice is like the sound of the smallest wave crashing into shore; it is like the birds singing in the morning; it is like the sweetest lullaby. Many times when I go to bed I put one of his interviews knowing I will fall asleep with him talking some sense into my dreams... He never told me to do anything, he never decided for me, he only ever made suggestions - but most of all he asked me questions: "Who are you, Joao?". Bernard would drive without a sit belt, and once he said "When it is your time to die, you die" -- as it turns out he never needed the sit belt... Once he placed his hand on my shoulder and said "breathe" - He had a soft touch. Slowly he started to massage and with his thumb he found a spot, pressed down and said: "This is the pain you are causing to the body" -- yes, it was very painful! 
desteni technotutor techno tutor
Oinky - The King Dog
One day after a card game, Oinky, the dog, jumped on top of the table, and from there he jumped to Bernard's lap and sat down - Bernard said: "I am a dog chair now".
This is the "piece of dirt" I will miss. This is the kind, caring, honest, joyful and playful "piece of dirt" that I will miss - and that saddens me. 

I joined the Desteni Open forum on January 2008 after having spent 4 months watching videos, reading the material and applying the tools. My first post on the forum was on the 9th of February, and the title was "To be honest, I do not know". Within it I expressed my uncertainty about Desteni: "Is it true? Or is it all a lie?". I wanted it to be true, but "how can I be sure?" At the same time, "how can this NOT be the truth? No one could conjure up this stuff". Everything made absolute sense - but the story behind it seemed unbelievable: "Is this real? Is this The History of the Universe? The History of mankind? Is this it?". I had already realized that whichever way we "got here", the only relevant point was the solution -- and by the time I made the post I had already been applying Self-Forgiveness for almost 6 months and I could clearly see the benefits. I could also NOT deny the obvious Common Sense message that was shared. But in my mind there was always a "but". Bernard answered to my post:

"lol 

you are facing the point all will face 

self honesty as life--or self dishonesty as I still want to--I am not sure--and various ways the mind test you 

In an illusion--self honesty will be presented by the mind as deception--because it does not fit in any pattern --it does not follow any rule 

to be oneness--by itself--is the mind--to be one and equal--the solution--thus-what is this one and equal and how do we live it practically 

we may suggest--but you have to live and find out who you really are

the process of self honesty requires no time--as it is simple 

we are either self honest as life as all as equal-- and that is who and what we live 

or we are self dishonest--thus trying to work out what self honesty would be 

in this--we have the breath to establish the self trust and self expression 

thus--do not change what you do--live what you do and in every breath--answer the living question--Am I self honest as ALL LIFE as EQUAL and THUS one 

should be fun--as this is not about right or wrong--but to focus on one point--equality and oneness--to stop all POLARITY 

as polarity is separation in manifested form 

Enjoy"


These are (some of) his last words to me on from a chat I had with him online on the 1st of August 2013:

Bernard Poolman: People either live directively facing consequence, or they live waiting for things to happen to them before they make decisions. You have to decide who you are in every breath at the cutting edge of time. That determines, through accumulation, who you will be and who you may become.
 Joao Jesus: the consequence being me changing -- making those decisions for real imply that I change for real
Bernard Poolman: Yes, that's one of it - but, also your world changing. When you change, your world change - will you make the same decisions once your world changes? When I look at a decisions, I incorporate all possible change to ensure that no matter what change: my decision will stand. There I look at it in self honesty =  that is the cutting-edge of time. Then I remain the same throughout all time, based on Principles.


The Best Gift I can give myself and the world is to become the example he was, so that I can grace myself and others with the same brutal and unconditional loving Self-Honesty that he was.

He changed Existence because he changed my Existence - and as I "become him" -- meaning, as I become the Same Living Principle of Equality and Oneness as Life as What is Best for all -- I will be able to support others with the same unconditional support he gave me.

The Life of the Father will be visited upon the children

These are the Lyrics of a song I wrote about Bernard, 24 hours after he died. The song is available as free download on EQAFE --CLICK HERE!!!

You might be gone
desteni technotutor techno tutorBut you're with me in every step I take
You might have passed on
But you're still with me in every bound I break

Thank you for your kindness
Thank you for your laughter
But most of all thank you
For your Liveliness

You showed me the way
To really love my fellow man
You showed me how
We are all just made of clay

I make your words my own
And your example my breath of Life
And I won't stop until Life is Rife

I am glad I met you
And lived by your side
To see what it means
To care for Life

We'll still be here
Showing others what you showed us
And together
We'll get past all fear

9 de agosto de 2013

Dia 230 - GPS/Piloto Automático: Informação Contaminada - Compreendendo o Ser Humano - PARTE 3

9 de agosto de 2013 0
techno tutor desteni technotutorComo eu disse anteriormente, a informação que é introduzida no GPS/P.A irá definir o Destino e o Curso do Veículo.

Se o Mapa estiver actualizado - ou seja, alinhado com a Realidade Física - não haverão problemas em encontrar o melhor caminho.
Se o Satélite funcionar devidamente, então teremos a certeza do nosso Posicionamento em relação ao Destino que pretendemos.

Se o Piloto Automático tiver uma harmonia/sintonia eficaz com o carro e com o GPS, então podemos confiar que a viágem será segura e o Destino é Certo.

Como é que isto funciona com o Ser Humano?

Começemos por entender o que é que constitui a informação que faz parte do Software do GPS/P.A:
"Informação" é, essencialmente, Simbolos que contêm um Significado.
Estes Simbolos - Informação - como a própria palavra indica, induzem uma "Forma" através da "Acção" - ou seja, é o "Acto de Formar", o "Acto de tomar Forma" ---> in-FORMA-ACÇÃO

Quais são os Simbolos que nós, Seres Humanos, estamos Constantemente a utilizar?
PALAVRAS!

São as Palavras (e os seus Significados) que Formam/Constituem Quem És.

As Palavras e os Significados associados às mesmas são o que Constituem o teu GPS/P.A.
É de acordo com estas que o teu Destino é Traçado.

Os Significadosque tens das Palavras são os Verdadeiros "Signos" que definem o teu "Futuro" -- o teu "Caminho". São os "Sinais de Transito" que definem a Forma como transitas na "Estrada da Vida".

Portanto: São as Palavras e os Significados associados que constituem a informação que faz parte do GPS/P.A de cada Ser Humano.

Existem 3 grandes razões que explicam porque é que o Destino da Humanidade tem sido um de Abuso e Destruição:

Primeira: O Vocabulário da grande maioria da população é muito Limitado.
Se o Vocabulário é Limitado, então o GPS/P.A não contêm a Informação necessária que Represente a REALIDADE, e como tal o Ser Humano estará Limitado na sua Abilidade de chegar a um Destino Digno.

Também é importante considerar que é a maior parte da população que elege os Partidos Políticos que estão a exercer o Poder. Se o seu vocabulário é Limitado, é obvio que acabemos por nos encontrar numa situação "pobre" em Conteúdo e Significado.

Segunda: O facto de que o Significado das Palavras está Contaminado com ideias, crenças, juízos de valor positivo/negativo etc...
O Significado das Palavras não é o Significado REAL, e é por isso que ninguém se entende. Apesar de falarmos a mesma língua, cada pessoa entende "à sua maneira".
É por isso que existem "Debates de Opiniões", que são na verdade pessoas a "defenderem" os significados contaminados das palavras que definem a sua pessoa --> e por isso se diz que cada um tem a "sua opinião", e que cada um tem o "direito à sua opinião", e cada um deve "defender a sua opinião".
Isto é um GRANDE Problema! No entanto parece que ninguém sequer se apercebe da gravidade do assunto.
Já alguma vez ouviste falar de um "Debate de Realidades/Factos"? Claro que não, por "contra Factos não há argumentos" -- estamos numa Realidade Física que têm Leis bem Claras e Específicas -- como tal as opiniões deviam de ser a última coisa a definir o nosso Caminho e Destino!

Terceira: Esta é a razão que leva o Ser ao Destino e Caminho Traçados pela Informação: A Vivência das Palavras.

O nosso Destino de Abuso e Destruição deve-se ao facto de Vivermos (tornarmos real) as Palavras Contaminadas em vez de Vivermos o Significado Real das Palavras, em Unidade e Igualdade. ---> Logo, o nosso percurso não Corresponde à Realidade Física mas sim a uma Realidade Virtual de Separação.

Um exemplo perfeito de como não vivemos de acordo com o que é Real é o facto que exploramos os recursos da Terra como se estes fossem ilimitados --> que é o mesmo que procurar ter um crescimento económico ilimitado num sistema limitado: É Impossível.

"Economia" quer dizer "Gestão da Casa" -- no entanto os que se dizem ser "economistas" nem sequer têm em conta todos os parâmetros que constituem a nossa única "Casa" --> eles não consideram o Equilibrio Ecológico e Biológic da Terra.
O Equilíbrio Biológico da Terra inclui, por exemplo, o Equilibrio de Vida do Ser Humano, pois nós somos parte da Bio-Diversidade da Terra. O facto que milhões de pessoas morrem à fome todos os dias é a Prova de que a Economia que temos não Considera a Realidade Biológica do Ser Humano.


Com estes Três Grandes problemas no nosso GPS/P.A, não é de estranhar que as coisas estejam como estão.

É necessário fazermos um grande UPDATE ao GPS/P.A para que o nosso Destino seja um de Paz e Harmonia.

Mas antes de explicar como devemos de fazer este Update, é ainda preciso explicar exactamente como é que o GPS/P.A funciona. No próximo blog é isso mesmo que vou explicar.

8 de agosto de 2013

Dia 229 - GPS/Piloto Automático: O Nosso Destino - Compreendendo o Ser Humano - PARTE 2

8 de agosto de 2013 0

Vejamos agora a importânica do GPS/Piloto Automático (P.A): Se a informação e funcionamento do mesmo for correcta, o Destino e a Segurança do Carro estão asseguradas -- Se não forem, o Destino e Segurança do Carro são incertos.

Reparemos no futuro/destino da Humanidade: É deveras incerto...
Quanto muito a única certeza que temos é que estamos num "caminho" muito perigoso.

A economia está por um fio. Não se pode confiar nos políticos. As condições climatéricas da Terra só têm causado Destruição --> Até parece que a própria Terra nos está a avisar que existe um problema no nosso GPS/P.A: O "mapa" qye temos da Terra - aquilo que pensamos a Terra Ser - não representa a REALIDADE. A forma como temos cuidado da Terra tem sido Tudo menos Respeitosa --> não passa de abuso. Se tu fosses a Terra, o qu eé que farias aos Humanos? Davas-lhes uns "abanões" para ver se eles acordavam?

Nós, Desteni, temos dito desde 2007 que as coisas na Terra só vão piorar. É isso que tem acontecido. É isso que continua a acontecer: Mais fome; mais guerra; mais problemas na vida de cada um; problemas económicos individuais/globais; mais escândalos políticos; mais corrupção; mais desemprego; mais mortes bizarras; mais eventos naturais bizarros (inundações, tempestades, tornados, secas, terramotos, tsunamis, marés vivas)... Isto tudo está a acontecer mais por todo o mundo: Lê as noticias de cada país, de cada região, de cada localidade --> as provas estão à vista de todos!
Nada vai ficar bem -- é sempre a piorar. O mundo vai tornar-se num verdadeiro caos.

Porque é que isto está a contecer?
Não, não é porque Jesus tem de ter uma razão forte para nos vir salvar... Para haverem herois têm de haver vítimas/escravos. Isso é inadmissivel!

A razão é simples: Estamos a enfrentar a CONSEQUÊNCIA que, como Humanidade, temos criado por Não termos Vivido em UNIDADE e IGUALDADE.
O nosso GPS/P.A Global (a Consciência Globa da Humanidade) trouxe-nos a este ponto: Um "Beco sem Saída". Não dá mais para continuar nesta direcção. A única "Saída" Possível é PARARMOS e "andarmos para trás": Investigar qual é a informação e funcionamento do GPS/P.A que leva a um Destino de Abuso e Destruição (Separação) --> Para que possamos corrigir (fazer um "Update" / "Reality Check")  de forma a que o novo Destino seja O DESTINO MELHOR PARA TODOS.

O GPS/P.A de (virtualmente) todos os Políticos, Economistas, Advogados, CEOs, Investidores, etc - ou seja, todos aqueles que ocupam posições de Poder - está Completamente Desalinhado com a REALIDADE (Desalinhado com a VIDA como Unidade e Igualdade). O GPS/P.A "destes" só têm uma orientação: Interesse-Próprio. Como tal, é de esperar que as coisas só piorem. Isto é Senso Comum!

Mas não entremos numa de culpar os outros -- isso é muito fácil.
A Verdade é que Todos Nós Somos Responsáveis. Não és diferente dos Políticos que Governam o teu País: Afinal de contas, quem é que "eles" representam?

Se estivesses na posição deles farias o mesmo, senão repara: Também és desonesto, também mentes, também enganas, também tens segredos, só consideras o teu bem estar (e o da tua família, possivelmente), só consideras o teu interesse próprio.
Também um dia desejas que te saia o "Euro Milhões" (ou qualquer outra coisa que te faça rico) para que possas ter "uma boa vida" -- mesmo que isso signifique que milhões de pessoas morram à fome todos os dias ---> SIM, porque o mesmo Sistema que produz o "rico" produz também "o pobre": São as duas faces da mesma moeda.

O que é que tens feito para MUDAR O MUNDO?
Toda a tua existência, o que é que tens feito para Encontrares e Seres parte da SOLUÇÃO de TODOS os Problemas do Mundo?
Que Desculpas e Justificações tens usado para não tomares Responsabilidade? "Rezar" e "sentir pena" pelos que sofrem é ainda menos que não fazer nada: É um insulto É Ignorânica! Pois existe o reconhecimento que existe um problema e tudo o que a pessoa faz é "pensar/sentir". Abdica de todo o teu dinheiro e bens materiais, vai para a rua e põe-te a "rezar" e a "sentir pena de ti mesmo" e vais ver no que resulta...

Quando a TUA Consequência "te bater à porta" e o Sofrimento e o Arrependimento forem quase impossíveis de tolerar não esqueças: Foram as tuas Desculpas e Justificações que consituem o teu GPS/P.A que te trouxeram a esse mesmo Destino de Sofrimento e Arrependimento.

No próximo blog irei explicar o funcionamento do GPS/P.A


5 de agosto de 2013

Dia 228 - GPS/Piloto Automático: Mente, Corpo e Espírito - Compreendendo o Ser Humano - PARTE 1

5 de agosto de 2013 0
techno tutor desteni technotutorCada ser humano é, essêncialmente, constituído por 3 partes: Corpo, Mente e Ser/Espírito.

Para melhor entendermos estes constituíntes eu vou fazer uma analogia: O Carro, O GPS/Piloto Automático e o Condutor.

O corpo de cada um é o Carro (veículo). Como sabemos cada carro têm um design específico, assim como o corpo de cada um é também específico de acordo com o "design" chamado ADN.

Cada Carro, de acordo com o seu Design, tem uma certa e determinada capacidade de manobragem, aceleração, velocidade, travagem, aerodinâmica, consumo, etc...
O Corpo do Ser Humano, de acordo com o seu Design/ADN, também tem certas capacidades Motoras.

Mas ao contrário do Carro que está pronto assim que sai da fábrica, o Corpo do Ser Humano passa por um processo de desenvolvimento das suas capacidades durante muitos dos anos que precedem o seu "nascer" como um "indivíduo completo". Por exemplo, quando vemos os bebés a mexerem os braços e as pernas vigorozamente, eles estão a desenvolver as suas capacidades motoras, e fazêm-no de acordo com a CAPACIDADE NATURAL de APRENDIZAGEM. Os membros Aprendem a Mexer. Quando andamos ou corremos ou pegamos em objectos, é o Corpo que o faz, e não a mente que está a controlar o movimento. Um dos termos usados para explicar o movimento do corpo é "Memória Muscular" --> O que em si indica que os Musculos Aprendem (memória).

Cada corpo tem uma Capacidade Natural de Aprendizagem (CNA) específica, e o Ser/Espírito existente em cada Corpo tem o seu desenvolvimento Motor definido e limitado pela CNA.

O Carro e o GPS/Piloto Automático são, essêncialmente, a mesma coisa: Fazem parte do veículo. Da mesma forma, o "Humano" é o Corpo das 3 Dimensões Físicas e o Copro da Dimensão Etérea (mente).
Estes 2 Corpos funcionam em sintonia, mas para percebermos melhor a função de cada um é necessario fazer a distinção.

Assim como o Corpo 3D, a mente Humana também tem uma CNA.

Se considerarmos o GPS/Piloto Automático do Carro vemos que existem 2 constituíntes: O Hardware e o Software.
O Hardware é definido pelo design específico --> e só pode ser alterado se se fizer uma substituição de componentes.
Por outro lado, ao Software faz-se facilmente um Update.

A mente Humana é praticamente a mesma coisa: O "Cérebro" (hardware) limita e define a funcionalidade do Software -- mas de acordo com a CNA é possível fazer "Updates" na Mente.

A funcionalidade entre o Carro (Corpo) e o GPS/Piloto Automático (mente) é essêncial de se ser entendida se é que algum dia, como Huumanidade, queremos chegar a um Destino Melhor Para Todos.

A falta do entendimento e compreenção de como o SER está limitado ao Corpo e Mente (e as respectivas CNA) é o que tem levado a Humanidade a estar em constante conflito (choque) consigo mesma --> isto porque as Direcções/Destinos que temos tomado têm sido  opostas: Cada um tem "andado por essa etsrada que é a vida" sem considerar os Sinais/Avisos de Perigo.

Para vermos porque é que o nosso Destino tem sido um de Conflito e Destruição é necessário olhar para o GPS/Piloto Automático que nos tem levado a este caos.

O Condutor/Ser tem tido muita pouca influência na Direcção/Destino do Carro --> No Destino/Direcção do Corpus que é a Humanidade.

Quem está no Controlo é a Mente: O GPS/Piloto Automático.

No Próximo blog vou explicar porque é que temos tido um Destino de Caos e como podemos tomar uma nova Direcção.



1 de agosto de 2013

Dia 227 - Dinheiro, Política e Liberdade: O Poder da Palavra

1 de agosto de 2013 0
techno tutor desteni technotutorNa "vida" existem muitas "coisas" que "temos de fazer" -- e muitas delas são "coisas" que se podessemos não as faziamos -- se podessemos preferiamos não as fazer.


Mas a verdade é que TÊM mesmo de ser feitas -- e como tal temos duas opções: Ou continuamos a permitir que estas coisas se tornem uns "deveres" e associado existe a experiência de Resistência em fazê-lo, ou então tornamos esses "deveres" em "quereres" -- e desta forma não nos irá "custar" levar a cabo as tarefas.

O começo da Bíblia diz muito: "No início existia a palavra, e a palavra era Deus, e a palavra estava com Deus."

As nossas vidas dependem das palavras que sabemos, das palavras que usamos e das associações/contextos associados às palavras.
Com as palavras temos o poder de Deus: O poder de Criar.

"Estudar"
"Lavar a loiça"
"Arrumar a casa"
"Trabalhar"
"Dormir"
"Férias"
"Disciplina"
"Deveres"
"Dinheiro"
"Política"
"Economia"
"Música"
"Filmes"
.......

O que é que estas palavras significam para ti?
Quais é que têm conotações positivas e quais é que têm conotações negativas? --> quais é que "gostas" e quais é que "não gostas"? Quais é que "desejas" e quais é que "odeias"? Quais é que "não resistes" e quais é que "resistes"?

Todas as palavras têm um significado específico -- e o seu significado não têm nenhuma conotação nem positiva nem negativa.
"Dinheiro", por exemplo, não é "bom" nem é "mau". "Estudar" / "Trabalhar" não é "bom" nem é "mau" --> é o que é. Se existir "desejo" ou "resistênica", então, obviamente, a pessoa não é verdadeiramente LIVRE para agir, pois está sobre a influência de uma energia que a faz "mover" ou "não".

Como todos sabemos existem coisas que TEMOS DE FAZER (Deveres) -- e na sua maioria, se podessemos, não as fariamos devido à conotação negativa associada a estas. No entanto têm de ser feitas, e infelizmente permitimo-nos criar resistências em fazê-las, o que torna as próprias tarefas "difíceis" de se fazerem: Acabamos por complicar ainda mais.
Se somos seres realmente LIVRES, capazes de Livre Arbítrio, então porque é que não fazemos as nossas vidas mais simples e prazerozas ao transformar os "deveres" em "quereres"? --> não de uma prespectiva de "desejo/necessidade" mas sim de uma perspectiva de disfrute e divertimento?

Isto irá obviamente por à prova a tua crença de que és Livre....
Não gostas do teu emprego? Porque? És livre para Mudar! Podes passar a gostar! Tudo depende de ti! E se depois de tentares transformar o "não quero" em "quero" e vires não conseguires", então porque é que não mudas de emprego? -- para fazer algo que gostes? Provávelmente vais-te deparar com um facto: Não é possível! O sistema não permite! E não podes deixar de trabalhar porque tens de ganhar dinheiro porque tens os teus filhos para alimentar e as contas para pagar... Logo, NÃO ÉS LIVRE! Como vês és na verdade um prisioneiro da tua mente (dos teus "desejos" e "desgostos") e és também um prisioneiro do sistema! Portanto, não é obvio que as coisas têm de mudar!!?? Não é obvio que o sistema que temos é uma prisão e que para sermos livres temos de criar um sistema que nos dê  VERDADEIRA Liberdade?

techno tutor desteni technotutorPor esta altura deve de ser mais que óbvio que o actual sistema "Liberalista" (liberalismo/capitalista) tem tudo menos a haver com Liberdade: Tornámo-nos prisioneiros da conotação positiva/negativa associada ao "dinheiro", em vez de o utilizamos como uma ferramenta de troca -- que é o que realmente é! Uns têm tanto "desejo" (ganância) de o ter que acumulam "fortunas" imensas -- acabando assim por estagnar a economia e causando problemas -- assim como se o sangue deixar de circular no corpo (se o coração parar) todas as células/orgãos acabarão por sofrer e a pessoa acaba por morrer -- é isso que está a acontecer no mundo: não há dinheiro (sangue) para nada! Mas a verdade é que existem "coágulos" que estão a bloquear o movimento do MUITO dinheiro que existe!
7 Milhões de pessoas no mundo (1% da população mundial) têm 43% riqueza mundial --> este é um grande coágulo!
techno tutor desteni technotutor
5600 Milhões de pessoas no mundo (80% da população mundial) têm 6% da riqueza mundial --> Estas são "células" com falta de "sangue" -- sem o "sangue"(dinheiro) elas não obtêm os nutrientes necessários, não têm accesso à água que necessitam, não têm acesso a "esgotos" adequados para se libertarem das toxinas (fezes/urina) que produzem etc...
O sangue (dinheiro) não está a circular adequadamente como devia, e os "órgãos" do corpo que formam a Humanidade estão a entrar em colapso!

Por outro lado temos a conotação negativa associada ao dinheiro: "O dinheiro é a fonte de todo o mal" -- já a Bíblia o diz há muito tempo. Esta passa a ser uma das formas com que a maioria da população aceita a sua situação de pobreza -- pois assim têm garantido a "entrada no céu", porque na Terra não tiveram muito dinheiro -- e como a própria Bíblia também diz, "os humildes (pobres) irão herdar a Terra" --> mais uma razão para os pobres/humildes se contentarem.

A relação que temos com o dinheiro é uma de "amor/ódio" -- não existe senso comum, não existe praticalidade.

techno tutor desteni technotutorA política é a mesma coisa: A maioria queixa-se de que as coisas estão mal, que a política não é adequada, que os políticos são os palhaços e mentirosos --- no entanto essas mesmas pessoas não são capazes de tomar responsabilidade ao aprenderem política, ao formarem partidos e ao tomarem posições de liderança na qual possam realmente fazer uma diferença no seu país: Falar no café com os amigos e dizer que as coisas estão más, que "estes políticos" são uns "trafulhas" e nada fazer para mudar as coisas é muito fácil. Ir protestar é fácil. Fazer uma revolução é fácil --- mas como sabemos, quando se dá uma "REVOLUÇÃO", voltamos ao mesmo ponto: de volta à estaca zero!

 A bíblia diz: "Assim na Terra como no Céu" --- eu digo: Assim nas ruas como no parlamento. O mundo actual é o reflexo daquilo que em nós mesmos permitimos: As definições e conotações das palavras que vivemos.

Queres mudar a tua vida?

Muda as tuas palavras -- purifica-as! Dessa forma ninguém nunca te enganará! Dessa forma serás verdadeiramente Livre -- pois viverás de acordo com a definição REAL da palavra, e não de acordo com uma carga energética positiva ou negativa que te impede de ser LIVRE!


 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket