25 de janeiro de 2014

O que significa ser Português? - Dia 238

25 de janeiro de 2014
desteni technotutor techno tutor
Qual é o significado de ser Português?













desteni technotutor techno tutor

Será que é gostar de bacalhau?














desteni technotutor techno tutor
Será que é chorar as derrotas e festejar as vitórias da selecção?















desteni technotutor techno tutor




Será que é ficar bronzeado no verão?










desteni technotutor techno tutor



Será que é beber pelo menos 3 cafés por dia?












desteni technotutor techno tutor

Será que é apreciar um bom pastel de nata?











Será que é saber da história do país?
Será que é ter lido os Maias e os Lusiadas?
Será que é ler Saramago e Fernando Pessoa?
Será que é gabarmo-nos de uma história e invenções que não têm relação directa com quem está hoje vivo?

Será que é comer sardinha no verão?
Beber uma Sagres ou uma Super Bock?
Ir de férias para o Norte ou para o Algarve?
Apreciar um bom vinho?
Comer um bom queijo e presunto?

Será que é falar mal dos políticos? (sem propor ou investigar uma solução?)

Será que é ter esperado e lutado por uma REVOLUÇÃO e depois ver o país a VOLTAR a um estado de degradamento socio-económico na qual a opressão da Liberdade não é feita por uma Persoalidade Ditadora mas sim por um Sistema Ditador que define e dita a dor daqueles que são ostrecisados e privados do sangue capital que nos dá e sustenta as nossas vidas?

desteni technotutor techno tutorSerá que é ligar a televisão e só ver notícias depressivas do estado do país e dos portugueses e ficar com pena de ver que um país com tanto potêncial está completamente na merda?

Será que é ver na televisão conversas de treta de manhã, o preço certo à tarde, o futebol e as novelas à noite para nos entertermos e por momentos esquecermos que está tudo um caos?

Será que é ver os familiares e os amigos a imigrarem?

Será que é tudo um pouco daquilo que eu disse anteriormente?

É deveras triste ver que "ser Português" é algo tão insignificante como participar nuns "costumezitos", saber umas "coisinhas" e fazer parte de um grupo de pessoas que não sabe o que fazer com um pedaço de Terra tão rico e fértil.

O território Português tem TUDO para providenciar a todos os seus habitantes uma vida imensamente luxuosa. No entanto, o que mais se vê é miséria, tristeza, preocupação e abuso humano.

Deixem-me vos dizer o que deveria significar Ser-se Português: Ser um beneficiário de Tudo o que o território Português tem para oferecer.

Nada pertence ao ser Humano senão a sua Vida (tempo/trabalho) -- mas até mesmo esta só é possível devido aos recursos da Terra (ar, água, solo, animais, plantas etc) e o calor/energia do Sol. Assim sendo se vê que, no fundo, devemos TUDO ao ambiente que nos rodeia: Estamos TOTALMENTE dependentes da Terra e do Sol.
Tudo o que Aqui existe já Aqui estava antes do Homem. Todas as nossas vidas são uma Dádiva da Terra e do Sol.

Que direito tem qualquer ser humano em reclamar certos e determinados recursos/áreas como lhe sendo pertencentes? Isto não passa de um absurdo que só é possivel devido a um acordo conjunto que fazemos. Mas a realidade, perfeitamente demonstrada pela morte, mostra que quando o nosso tempo acaba tudo o que acreditamos/pensamos possuir fica cá nesta Terra. Nunca ninguém levou "para o outro lado" o que Aqui nesta Terra existe!

Este é o Princípio que tem de ser intrinsecamente entendido se é que algum dia haveremos de criar um paraíso nesta Terra.

Estamos aqui nesta Terra - e duranto o nosso tempo podemos usufruir/utilizar tudo aquilo que a Terra tem para nos oferecer.  A Terra, no fundo, é o exemplo de Amor Incondicional, pois "Ela" disponibiliza tudo o que necessitamos, até mesmo quando "A" abusamos...

Ser Português deveria significar ser um indivíduo que beneficia incondicionalmente de tudo o que o território tem para oferecer.

No seio da tua família em casa, não esperas usufruir da cozinha e da casa de banho de forma igual aos outros elementos da família? Não esperas ser devidamente alimentado como o resto da tua família? Não esperas ter livre accesso aos livros que estão no móvel? Não esperas poder usufruir da televisão? Não esperas ter o mesmo direito a dormir descansado numa cama confortável? Se todos tiverem um accesso igual e incondicional a tudo de bom que a casa tem para oferecer, é natural que o ambiente familiar seja estável.

Portugal é como uma casa: Uma casa com cerca de 10 milhões de pessoas -- mas, infelizmente, todas as pessoas que constituem esta "família" não beneficiam de tudo o que a casa/país tem para oferecer. E o resultado é uma casa/país instável, repleto de conflitos e degradação. Há quem não tenha accesso à cozinha (passa fome); há quem não tenha accesso ao armário dos curativos/comprimidos (sem atendiemnto médico); há quem não tenha um quarto e durma ao relento (sem casa); há quem não tenha accesso aos livros (sem educação); há quem não possa ir à casa de banho (sem condições sanitárias)...

O território Português tem tudo para beneficiar todos os seus habitantes com um estilo de vida semelhante ao de um milionário.
Temos um solo muito fértil e uma área pescatória vasta: Não há razão para NINGUÉM passar fome.
Temos água potável com fartura: Não há razão para se ter sede. Não há razão para não se tomar um bom duche diariamente. 
Temos todos os recursos necessários para a construção de habitação: Não há razão NENHUMA para não se ter uma casa.
Temos sol e vento com fartura para produzir toda a electricidade necessária para o país. (já para não falar da energia da ondulação e marés, hidroeléctrica e geotérmica). Mesmo se todo o consumo energético Europeu estivesse dependente do território Português para a sua produção, Portugal era capaz, com apenas 1% da sua área marítima a produzir energia derivada do movimento das ondas com a tecnologia Pelamis: 16mil Km2 - Custo de 9.65€ biliões = cerca de 72% PIB Europeu. Ou então, se fosse mesmo necessário, 10% da área marítima Portuguesa produziria TODA a energia necessária para o mundo, com níveis de consumo Europeus. Qual seria o custo? 91.2€ biliões. Para terem uma noção, é um pouco mais do dobro da Dívida Pública Mundial. Já agora pergunto eu: Porque não triplicar a Dívida Publica Mundal e colocar todo o mundo a consumir uma energia renovável? E depois perdoamos a DÍVIDA! Já agora, o "público" DEVE a quem a não ser a si mesmo? DEVEMOS é de abrir os olhos e ver que este sistema é todo um grande esquema que só beneficia uma "minoriazinha"...
Outro facto interessante: 91.2 billiões é um pouco mais do que a riqueza das 85 pessoas mais ricas do mundo... Que é o mesmo que a riqueza dos 3.5 MIL MILHÕES de pessoas no fim da escala económica...

Adiante...

 Nas palavras de Fernando Sequeira: "Portugal possui muito significativas e diversificadas reservas de minerais de elementos com importante e crescente valor económico, nalguns casos com evidente carácter estratégico, designadamente minérios de metais básicos, minérios de metais nobres e raros, minerais de urânio, porventura petróleo e gás natural em quantidades economicamente muito interessantes, águas minerais e de nascente e grande diversidade de rochas industriais e ornamentais, bem como recursos geotérmicos, todas elas capazes de permitir o lançamento de múltiplas fileiras industriais e de suportar o desenvolvimento, designadamente no interior do país."

Pois é, quem diria? Portugal possui metais básicos como o ferro, o cobre, o zinco, o estanho, o chumbo, o alumínio, o tungsténio, etc.;  metais nobres – ouro e prata; e minérios de elementos raros como o lítio, o cobalto, o antimónio, o vanádio, o arsénio, o rubídio, o tântalo e o índio.
Portugal tem a maior e mais rica mina de cobre da Europa e uma das maiores do mundo, uma enorme reserva de ferro em Moncorvo (a maior da Europa), reservas de alumínio em Monchique, pirites em Aljustrel,  estanho,  ouro e prata em várias regiões do país.

Existe gás natural no Algarve e petróleo na costa da Figueira da Foz.

O solo, os recursos e o mar não são devidamente explorados - e quando são a população não vê nem um tostão.

53% do comércio Europeu passa por águas Portuguesas: Porque é que não se passa a cobrar um "X" por cada navio de comércio que passa por território Português? O Português tem de pagar portagem nas suas próprias estradas mas um navio a caminho de fazer lucro não paga nada ao passar nas nossas águas, polui-las e destabilizar os ecossistemas? E quantos navios estrangeiros não vêm a águas Portuguesas pescar (excessivamente, seja dito) sem o povo receber qualquer remuneração? Será que se fossemos a Espanha apanhar fruta como se fosse o nosso território -- será que os Espanhois não se importavam? E quem diz "fruta" diz qualquer outro recurso como "peixe" ou "ouro"...

E já agora, é de Portugal que saiem cabos subaquaticos de comunicação que ligam a Europa aos Estados Unidos, Canadá, Brasil e África: Porque é que a informação não paga "portagem"? Cobrar uns cêntimos a mais a todos os utilizadores de internet Europeus, Americanos e Africanos não lhes faria diferença nenhuma, mas para a população Portuguesa faria, e muito! Cerca de 800 milhões de pessoas estão em contacto graças a estes cabos. Se cada um pagar 10 cêntimos a mais por mês, dá um total de 1.2 a mais por ano por cada pessoa -- logo um total de 960milhões, tanto quanto a despesa pública no sector agrícola (ou sector dos Transportes e Comunicações).

As uvas são uma Dádiva da Terra: Porque é que a população não beneficia das condições do solo e climatéricas que possibilitam a produção do vinho Português?
Os sobreiros, mais uma Dádiva da Terra, no território Português são responsáveis por mais de 50% da produção de cortiça do mundo: Porque é que a população Portuguesa não beneficia deste recurso?
Porque é que a TODA a população Portuguesa não beneficia da produção e venda das laranjas do Algarve, dos 13.5 milhões de kilos de Pêra Rocha que foram exportados etc.
Porque é que temos de importar cana de Açúcar se temos a madeira e os Açores -- ou até mesmo na Quarteira, Algarve, onde já se plantou com sucesso no século XV?
Porque é que não temos plantações de cânhamo para a produção de têxteis, óleos, alimentos, papel, resinas, combustíveis, etc.?

Porque é que TODA a população não beneficia dos 13 milhões de turistas que visitam o país anualmente?

Porque é que a TODA população Portuguesa não beneficia IGUALMENTE de todas as invenções feitas por Portugueses e de todas as produções feitas em Portugal?

Porque é que a população não se UNE Realmente, como uma Família?

Como podem ver, ser Português significa absolutamente nada... Mas poderia significar tanto!

Investiga como podes fazer de Portugal um Paraíso: http://livingincome.me/

0 comentários:

Enviar um comentário

 
◄ Free Blogger Templates by The Blog Templates | Design by Pocket